TEMA 2021: DIAS DE ELIAS - VIVENDO UMA ATMOSFERA PROFÉTICA.
image

TODA ALIANÇA É LEMBRADA

Hoje nós entenderemos um pouco mais sobre a aliança que Deus fez com o seu povo!

Veremos que Moisés estava dolorosamente consciente da fraqueza dos israelitas, apelou para a graça de Deus, pedindo que Ele ainda habitasse entre eles e possuísse-os como seu povo apesar de sua obstinação. Êx 34:1-9.                                                                                                                          
1 Então, disse o Senhor a Moisés: Lavra duas tábuas de pedra, como as primeiras; e eu escreverei nelas as mesmas palavras que estavam nas primeiras tábuas, que quebraste. 2 E prepara-te para amanhã, para que subas, pela manhã, ao monte Sinai e ali te apresentes a mim no cimo do monte. 3 Ninguém suba contigo, ninguém apareça em todo o monte; nem ainda ovelhas nem gado se apascentem defronte dele. 4 Lavrou, pois, Moisés duas tábuas de pedra, como as primeiras; e, levantando-se pela manhã de madrugada, subiu ao monte Sinai, como o Senhor lhe ordenara, levando nas mãos as duas tábuas de pedra. 5  Tendo o Senhor descido na nuvem, ali esteve junto dele e proclamou o nome do Senhor. 6 E, passando o Senhor por diante dele, clamou: Senhor, Senhor Deus compassivo, clemente e longânimo e grande em misericórdia e fidelidade; 7 que guarda a misericórdia em mil gerações, que perdoa a iniqüidade, a transgressão e o pecado, ainda que não inocenta o culpado, e visita a iniqüidade dos pais nos filhos e nos filhos dos filhos, até à terceira e quarta geração! 8 E, imediatamente, curvando-se Moisés para a terra, o adorou. 9 e disse: Senhor, se, agora, achei graça aos teus olhos, segue em nosso meio conosco; porque este povo é de dura cerviz. Perdoa a nossa iniqüidade e o nosso pecado e toma-nos por tua herança.

Nesse momento, Deus renovou a sua aliança, prometendo provisão e proteção a Israel. Porém o que Deus queria, era que o mundo se surpreendesse com a Sua grandeza e com o Seu poder ao expulsar nação após nação, para dar ao seu povo a terra que Ele prometera. Êx 34:10-11.

10 Então, disse: Eis que faço uma ALIANÇA; diante de todo o teu povo farei maravilhas que nunca se fizeram em toda a terra, nem entre nação alguma, de maneira que todo este povo, em cujo meio tu estás, veja a obra do Senhor; porque coisa terrível é o que faço contigo. 11 Guarda o que “eu te ordeno hoje”: eis que lançarei fora da sua presença os amorreus, os cananeus, os heteus, os ferezeus, os heveus e os jebuseus.

Ou seja, Deus os advertiu severamente a fazer igual ou copiar. Ou mesmo tolerar qualquer práticas religiosas pagãs em sua nova terra. E este aviso foi particularmente apropriado, tendo em vista os eventos recentes no culto ao ídolo de ouro, que eles recém tinham praticado, em Ex 32:1-4.

1 Mas, vendo o povo que Moisés tardava em descer do monte, acercou-se de Arão e lhe disse: Levanta-te, faze-nos deuses que vão adiante de nós; pois, quanto a este Moisés, o homem que nos tirou do Egito, não sabemos o que lhe terá sucedido. 2 Disse-lhes Arão: Tirai as argolas de ouro das orelhas de vossas mulheres, vossos filhos e vossas filhas e trazei-mas. 3 Então, todo o povo tirou das orelhas as argolas e as trouxe a Arão. 4 Este, recebendo-as das suas mãos, trabalhou o ouro com buril e fez dele um bezerro fundido. Então, disseram: São estes, ó Israel, os teus deuses, que te tiraram da terra do Egito..

Portanto, quando nós abandonamos a Deus e passamos a seguir outras ideias religiosas, para Deus é como se fosse um adultério espiritual, comparado à infidelidade de uma mulher que deixa seu marido por outro homem Êx 34:12-17.                                                                                       

12 Abstém-te de fazer aliança com os moradores da terra para onde vais, para que te não sejam por ciladas. 13 Mas derribareis os seus altares, quebrareis as suas colunas e cortareis os seus postes-ídolos 14 (porque não adorarás outro deus; pois o nome do Senhor é Zeloso; sim, Deus zeloso é ele); 15 para que não faças aliança com os moradores da terra; não suceda que, em se prostituindo eles com os deuses e lhes sacrificando, alguém te convide, e comas dos seus sacrifícios 16 e tomes mulheres das suas filhas para os teus filhos, e suas filhas, prostituindo-se com seus deuses, façam que também os teus filhos se prostituam com seus deuses. 17 Não farás para ti deuses fundidos.

Ou seja, essa renovação da aliança, era uma ordem para o povo nunca esquecer sua libertação do Egito.                                                                                        
Portanto, você pode notar que desde o inicio, as alianças sempre foram encaradas por Deus como algo muito sério, a ponto do próprio Deus trazer juízo sobre aqueles que desprezam e quebram suas alianças. Por isso, nós tambem não podemos esquecer quem éramos, como escravos.                                                              

Uma aliança está baseada nas seguintes características:

  • - Confiança.
  • - Fidelidade.
  • - Amor.
  • - Dedicação.
  • - Submissão.
  • - Esforço.
  • - Lealdade.
  • - Integridade aos principios. 
                                                                                            
Deus enxerga as alianças de um modo todo especial, porque Ele é autor de alianças.

Deus sempre moveu-se por alianças com o homem, por isso, Deus, não trata as alianças como algo comum! Por que? Porque é Ele o autor da aliança. Por isso, Deus é o primeiro a honrar e exigir honra em relação às alianças.

Eu não sei se vocês sabem, mas o diabo é mais perigoso em sua astúcia do que em sua fúria. Em suas ciladas do que em sua força. Ele é mais perigoso quando trabalha na surdina do que quando nos enfrenta cara a cara.

Satanás é especialista em tentar levar-nos a quebrar a alianças.
                                                                                                                                                      
Veremos que Josué não vigiou as coisas que são importantes e que merecem muito respeito, atitude e oração, que são a aliaça. E acabou não consultando a Deus, caíndo facilmente em uma cilada de satanás.
                                                                            
Portanto, esse texto mostrar-nos-á claramente a fraqueza da sabedoria humana. Pois como homens de Deus e as mulheres como mulheres de Deus, devemos sempre buscar o conselho de Deus, mesmo naquelas coisas que parecem claras e óbvias.

Veja, Josué tinha uma Palavra de Deus sobre um acordo que dizia assim em Ex 34:12.

12 Abstém-te de fazer aliança com os moradores da terra para onde vais, para que te não sejam por ciladas. 

Ou seja, a ordem de Deus era bem clara para Josué: toda aliança com os povos vizinhos seriam uma cilada para Israel.

Veja o texto em Js 9:14–15, o perigo de fazer uma aliança sem consultar ao Senhor.                                                 

14 Então, os israelitas tomaram da provisão e naõ pediram conselho ao Senhor. 15 Josué concedeu-lhes paz e fez com eles a aliança de lhes conservar a vida; e os príncipes da congregação lhes prestaram juramento.

Veremos também que o tempo não anula as alianças que fizemos, mesmo quando não consultamos o Senhor.

Veio sobre Israel uma fome e a causa disso, era a quebra de uma aliança.                                                         

Aconteceu nos dias de Davi, uma fome de três anos consecutivos na nação. E Davi consultou ao Senhor, e o Senhor lhe disse: - É por causa de Saul e da sua casa sanguinária, porque matou os gibeonitas. Vejamos em II Sm 21:1-2.

1 Houve, em dias de Davi, uma fome de três anos consecutivos. “Davi consultou ao Senhor”, e o Senhor lhe disse: Há culpa de sangue sobre Saul e sobre a sua casa, porque ele matou “os gibeonitas”. 2 Então, chamou o rei os gibeonitas e lhes falou. Os gibeonitas não eram dos filhos de Israel, mas do resto dos amorreus; e os filhos de Israel lhes tinham jurado poupá-los, porém Saul procurou destruí-los no seu zelo pelos filhos de Israel e de Judá.

Portanto veja que por cerca de 400 anos que já tinham se passado, quando o rei Saul quebra a aliança que Josué havia feito com os gibeonitas, trazendo então o juízo sobre todo o Israel, porque as alianças avançam por gerações. Por isso, temos que respeitar as alianças, que estiverem de acordo com a Palavra de Deus, que foram estabelecidas por nossos pais, os compromissos firmados por eles e ensinar nossos filhos a seguir na mesma direção.
                                                                     
Portanto, veja que podemos identificar perfeitamente aqui um princípio espiritual, quando um pai quebra sua Palavra, sua aliança, Ele carrega junto de si toda a sua geração debaixo de um juízo de alianças quebradas. Veja os versículos 3-9.

3 Perguntou Davi aos gibeonitas: Que quereis que eu vos faça? E que resgate vos darei, para que abençoeis a herança do Senhor? 4 Então, os gibeonitas lhe disseram: Não é por prata nem ouro que temos questão com Saul e com sua casa; nem tampouco pretendemos matar pessoa alguma em Israel. Disse Davi: Que é, pois, que quereis que vos faça? 5 Responderam ao rei: Quanto ao homem que nos destruiu e procurou que fôssemos assolados, sem que pudéssemos subsistir em limite algum de Israel, 6 “de seus filhos se nos dêem sete homens, para que os enforquemos ao Senhor”, em Gibeá de Saul, o eleito do Senhor. Disse o rei: Eu os darei. 7 Porém o rei poupou a Mefibosete, filho de Jônatas, filho de Saul, por causa do juramento ao Senhor, que entre eles houvera, entre Davi e Jônatas, filho de Saul. 8 Porém tomou o rei os dois filhos de Rispa, filha de Aiá, que tinha tido de Saul, a saber, a Armoni e a Mefibosete, como também os cinco filhos de Merabe, filha de Saul, que tivera de Adriel, filho de Barzilai, meolatita; 9 e os entregou nas mãos dos gibeonitas, os quais os enforcaram no monte, perante o Senhor; caíram os sete juntamente. Foram mortos nos dias da ceifa, nos primeiros dias, no princípio da ceifa da cevada.

Portanto, o tempo não anula as alianças que fazemos, mesmo quando não consultamos o Senhor.

Portanto, as conseqüências da quebra de aliança sobre Israel foi que em primeiro lugar, houve três anos de fome.
Todo o povo, toda a nação sofreu. Eram crianças morrendo de fome, o gado perecendo nos pastos. Um prejuízo financeiros imenso. Os lares estavam desesperados. Tudo em virtude da quebra de uma aliança firmada há 400 anos atrás.

Em segundo lugar essa quebra de aliança levou os sete filhos do rei Saul a serem enforcados.

Os gibeonitas pediram a descendência de Saul para serem enforcados. E assim foi, os dois filhos de Rispa e cinco filhos de Merabe II Sm 21:8-9.

8 Porém tomou o rei os dois filhos de Rispa, filha de Aiá, que tinha tido de Saul, a saber, a Armoni e a Mefibosete, como também os cinco filhos de Merabe, filha de Saul, que tivera de Adriel, filho de Barzilai, meolatita; 9 e os entregou nas mãos dos gibeonitas, os quais os enforcaram no monte, perante o Senhor; caíram os sete juntamente. Foram mortos nos dias da ceifa, nos primeiros dias, no princípio da ceifa da cevada.

Só então, a ira de Deus se apartou de Israel. Veja que em II Sm 21:14, a Palavra diz assim.

14 Enterraram os ossos de Saul e de Jônatas, seu filho, na terra de Benjamim, em Zela, na sepultura de Quis, seu pai. Fizeram tudo o que o rei ordenara. Depois disto, Deus se tornou favorável para com a terra.

Portanto, precisamos tomar muito cuidado com nossas alianças. Mas, dois cuidados básicos que devemos ter e vigiar muito são:

1º Tenha cuidado com as alianças que você faz, e com aquilo que você promete.

Não entre numa aliança seja sentimental, seja conjugal, seja comercial, seja profissional, sem antes avaliar profundamente as implicações.  Por que? Há pactos que jamais deveriam ter sido feitos. Há casamentos que jamais deveriam ter acontecido. Há parcerias que jamais deveriam ser travadas. Há sociedades que jamais deveriam ter sido estabelecidas.

Quando fazemos alianças perigosas e precipitadas, podemos entrar em aliança com o próprio inimigo, como vimos aqui.

Reflita comigo e note isso: - Quantas pessoas presas a situações embaraçosas porque não tiveram paciência de esperar e de analisar as situações mais profundamente. - Quantas pessoas que já se desgastaram e sofreram grandes prejuízos, porque não consultaram a Deus para fazer sociedades, alianças e acordos.

Portanto a primeira coisa é ter muito cuidado com as alicanças que você faz, e com aquilo que você promete.                                                               

2º Coisa: Cumpra as suas promessas, quando você as fizer.

Nossas decisões de hoje, afetarão as futuras gerações, para o bem ou para o mal. E nós já fizemos várias alianças com Jesus, de........ 

Pense um pouco. Deus não gosta de votos de tolos. Em Pv 28:26 a Palavra diz assim:

26 Quem confia em si mesmo é tolo, mas quem segue os ensinamentos dos sábios terá segurança.

Em Ec 5:4-5 também diz assim:

4 Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos. Cumpre o voto que fazes. 5 Melhor é que não votes do que votes e não cumpras.                                  

Portanto, quando você fizer uma promessa, cumpra!

Nós só estaremos liberados de uma aliança, quando a outra parte a quebrar. E Deus é fiel, e Ele não quebra aliança.

Deus firmou uma aliança conosco através de Jesus. E para encerrar, hoje temos um novo acesso ao Pai por Jesus em  Hb 10:16-23, que nos diz:

16 Esta é a aliança que farei com eles, depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei no seu coração as minhas leis e sobre a sua mente as inscreverei, 17 acrescenta: Também de nenhum modo me lembrarei dos seus pecados e das suas iniqüidades, para sempre. 18 Ora, onde há remissão destes, já não há oferta pelo pecado. O privilégio de acesso dos crentes à presença de Deus 19 Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus, 20 pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne, 21 e tendo grande sacerdote sobre a casa de Deus, 22 aproximemo-nos, com sincero coração, em plena certeza de fé, tendo o coração purificado de má consciência e lavado o corpo com água pura. 23 Guardemos firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel.
                           
Deus os abençoe com uma aliança firmada em Cristo, sem vacilar!

Deus tem uma aliança com você, honre-a, honrando o que você tem aprendido com Ele.

Deus abençoe sua célula! Um beijo meu a todo da célula! Temos uma aliança!

Amém!
 

CURTA NOSSO FACEBOOK

Alameda Contorno, Nº 1842, Qd. 52, Lt. 13 e 14 - Jardim Santo Antonio - Goiânia-GO CEP: 74.853-120 Telefone: (62) 3922-3812
Segunda a sexta - 8 hs às 12 hs e 14 hs às 17 hs
Net Suprema