TEMA 2021: DIAS DE ELIAS - VIVENDO UMA ATMOSFERA PROFÉTICA.
image

IDENTIDADE

Quando falamos a respeito de identidade, falamos de algo que Identifica uma pessoa ou alguma coisa. Por isso em  II Tm 3:16-17, Deus nos explica assim.

16 Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, 17 a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.
                                                                                           
E aí, eu pergunto: - Qual tem sido a sua Identidade? Quando as pessoas olham para você, do que elas lembram? Porque todo ser humano possui uma identidade. Querendo ou não, entendendo ou não, conhecendo ou não, tem uma Identidade. E é através da Identidade, que temos o reconhecimento de quem somos enquanto indivíduos.

No mundo em que vivemos, está instalada uma confusão no quesito da identidade.

Vemos pessoas trocando de nome, de sexo etc, ou seja, uma verdadeira destruição da identidade das pessoas, tanto fisica como espiritual...                                                                    
                                                                                         
Mas o que está acontecendo nesse mundo? Por que as pessoas parecem perdidas na sua identidade, ocultando-se ou querendo mostrar o que não são?                                                                

Para entendermos melhor, vejamos a vida de Maria Madalena, uma mulher que teve sua identidade restaurada após conhecer Jesus.

Ela tornou-se uma discípula fiel e que passou a acompanhar a Jesus em quase todas as Suas jornadas, inclusive no momento da Sua crucificação. Mas, quem foi essa mulher? Quem foi Maria Madalena? RA Lc 8:1-2.

1 E aconteceu, depois disto, que andava de cidade em cidade, e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o evangelho do reino de Deus; e os doze iam com ele, 2 e algumas mulheres que haviam sido curadas de epiritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios”
 
Portanto, sabemos que foi registrado, que Maria Madalena foi a mulher de quem Jesus expulsou sete demônios, e se pressume que por causa do seu nome, ela seja da cidade de Magdala, que ficava ao sudoeste do Mar da Galileia, veja o versículo 2.

2 e algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios”

. Mas o fato, é que essa mulher foi citada na Bíblia por 12 vezes, tornando-a a mulher que mais aparece no Novo Testamento. E isso acontece, porque qaundo Deus restaura nossa identidade, passamos a nos conhecer de verdade. E melhor, não importa quanto endemoniados fomos, o que importa mesmo, é a libertação e cura pela qual passamos.

Muitos dizem que Maria Madalena era prostituta, entretanto essa falácia não consta na Bíblia, é apenas uma suposição, talvez pelo fato de Magdala ter uma reputação de cidade de prostituição, e porque ela foi liberta de sete demonios. Ou seja, as pessoas fazem essa associação à identidade dela, de prostituição e ao pecado por causa da cidade. Porém, isso não é correto, pois não há respaldo bíblico.
 
Tudo o que sabemos sobre o seu passado, é que Jesus a encontrou, e ela era escrava de sete demônios. Porém, ela foi liberta e curada, para que tivesse uma identidade marcante, transformada de uma maneira surpreendente.
                                                                    
Nessa libertação, Maria Madalena abandonou tudo, para seguir a Jesus Cristo. E não apenas isso, mas,  passou a  segui-lO, como veremos na história.                                             

Veremos que Maria Madalena, tornou-se discípula de Jesus. E essa mulher, como discípula de Jesus, foi uma mulher surpreendentemente forte, determinada, resoluta e presente, o que nos ensina sobre o que é ter uma identidade espiritual.

Maria Madalena saiu de Magdala, uma aldeia de pescadores na costa oeste do mar da Galileia, próxima  a Tiberíades para seguir o Mestre por todas as cidades em que Ele andava, e também, em todas as aldeias que Jesus entrava. Ou seja, onde Jesus estivesse pregando o evangelho do Reino de Deus, ali estava Maria Madalena.

Maria Madalena não se importava se os 12 discipulos de Jesus gostavam ou não, ela acompanhava-O com algumas  mulheres que haviam sido curadas de  espíritos malignos e de enfermidades, como vemos em Lc 8:2-3.

2 e também algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios; 3 e Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, Suzana e muitas outras, as quais lhe prestavam assistência com os seus bens.

Veja que em Jo 8:1-2, a palavra diz assim.

1 Jesus, entretanto, foi para o monte das Oliveiras. 2 De madrugada, voltou novamente para o templo, e todo o povo ia ter com ele; e, assentado, os ensinava.         

Vemos que essa mulher, ao tornar-se discípula de Jesus, segui-a-o, e para ela, isso tornou-se uma prioridade.

Ela era muito grata por tamanha libertação que recebeu de Jesus, e não abandonou mais o seu mestre a partir daquele momento. Ou seja, uma nova identidade repousou sobre ela com um entendimento tremendo.

Note que Maria Madalena, não apenas ficou com Jesus nós momentos de alegria, mas, ela estava sempre junto, quando O ouvia ministrar e até mesmo no caminho para a Cruz. Veja Mc 15:40-41.

40 Estavam também ali algumas mulheres, observando de longe; entre elas, Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, o menor, e de José, e Salomé; 41 as quais, quando Jesus estava na Galiléia, o acompanhavam e serviam; e, além destas, muitas outras que haviam subido com ele para Jerusalém.

Portanto, vejam, que Identidade essa mulher tinha! Diante do que você já ouviu, como está a sua identidade? Você tem seguido a Jesus sempre?
 
Pense um pouco, como deve ter sido um momento de terrível de dor para aquela mulher, como discípula  agradecida, com uma nova identidade, presenciar aquela trajetória de sofrimento de um  homem, que só fizera o bem para ela e para tantas outras pessoas.

Maria Madalena ficou tão triste com a morte de Jesus, que a Bíblia registra, que Maria Madalena ficou observando tudo até o final, para saber onde colocariam o corpo de Jesus. Veja RA Mc 15:47.

47 Ora, Maria Madalena e Maria, mãe de José, observaram onde ele foi posto.     

Ou seja, Maria Madalena presenciou cada momento de angústia que Jesus viveu.

Que tipo de identidade temos, diante do que estamos ouvindo?

Outra coisa que nós podemos ver, é que Maria Madalena foi uma mulher obediente. Lc 23:55-56.

55 As mulheres que tinham vindo da Galiléia com Jesus, seguindo, viram o túmulo e como o corpo fora ali depositado. 56 Então, se retiraram para preparar aromas e bálsamos. E, no sábado, descansaram, segundo o mandamento. 

Ou seja, de uma mulher endemoninhada, podemos contemplar agora, uma mulher consciente, uma mulher com uma nova identidade espiritual, uma mulher que agora sabia esperar e obedecer as Leis de Deus.                                                               
Maria Madalena foi uma mulher que não se confundiu na sua identidade, nem mesmo em meio às lutas emocionais que teve, pos ser liberta e por possuir uma identidade divina.                                                

Podemos ver que em meio ao sofrimento e à dor, a Bíblia diz que Maria Madalena voltou com as outras  mulheres para preparar as especiarias e os unguentos, como era costume do povo judeu, porém, ela respeitou o sábado para  repousar, de acordo com a Lei, ou seja, de acordo com o mandamento.
 
O que nós podemos aprender com as atitudes dessa mulher? Que foi uma mulher com um exemplo inconfundivel, de uma nova identidade. Que foi uma mulher exemplo de uma nova forma de vida e de viver.

Desde que Jesus nos libertou, qual tem sido a nossa identidade? Temos seguido a Jesus? Temos seguido os mandamentos? Temos segudo os seus ensinos? Temos seguido os seus principios? Temos sido fiéis? Qual identidade Jesus tem visto em nós?
 
Nós sabemos que uma pessoa endemoniada, é uma pessoas atormentada, aflita, que não mede as consequências nas suas atitudes. Mas podemos ver também, que uma mulher que tem sua identidade mudada por Deus, através de Jesus, deixa as aflições para trás, e passa a confiar totalmente nos planos e desígnios do Senhor.

Veja que Maria Madalena tinha tanta fidelidade e identidade, que ela esperou chegar a madrugada de domingo, para ir até o sepulcro, na intenção de aplicar as especiarias e unguentos no corpo de Jesus.

Porém, o que Maria Madalena não sabia é que por ter zêlo com Jesus. Por ter fé. Por ter sido fiel. E por manter essa identidade velada, ao servir Jesus. Ela foi uma mulher privilegiada. Porque mesmo após a Sua morte, Jesus ainda daria a ela, a alegria e o prazer de ser uma testemunha fiel da Sua ressurreição.

Quem você  tem sido? Depois de sua libertação e cura, quem você tem sido? Qual sua identidade? Lembre-se, você é filho, porte-se com tal.

Deus os abençoe! Transmita um beijo e um abraço meu aos discipulos!

Faça discípulos para Deus, com uma identidade a ser velada.

Amem.
 

CURTA NOSSO FACEBOOK

Alameda Contorno, Nº 1842, Qd. 52, Lt. 13 e 14 - Jardim Santo Antonio - Goiânia-GO CEP: 74.853-120 Telefone: (62) 3922-3812
Segunda a sexta - 8 hs às 12 hs e 14 hs às 17 hs
Net Suprema