TEMA 2021: DIAS DE ELIAS - VIVENDO UMA ATMOSFERA PROFÉTICA.
image

PERDÃO, AMOR E HONRA

Graça e Paz Amados!

Estamos em plena festa conhecida como YOM KIPPUR, que começou após a festa de ROSH HASHANA, que é conhecida como a festa do ano novo Judaico, ou ano novo bíblico, que é ano 5782. Porém, essa festa de “YOM KIPPUR” é conhecida como o dia do PERDÃO, e nós já estamos no 9º dia do início do ano bíblico.

Portanto, o povo judeu, separa esses 10 dias para reflexão, onde eles pedem PERDÃO e PERDOAM, para entrarem no ano novo sem pendências espirituais.

Nós sabemos que Jesus é o nosso YOM KIPPUR. E a palavra para nossa celula, diz assim em Lc 7:36–46.

36 Convidou-o um dos fariseus para que fosse jantar com ele. Jesus, entrando na casa do fariseu, tomou lugar à mesa. 37 E eis que uma mulher da cidade, pecadora, sabendo que ele estava à mesa na casa do fariseu, levou um vaso de alabastro com ungüento; 38 e, estando por detrás, aos seus pés, chorando, regava-os com suas lágrimas e os enxugava com os próprios cabelos; e beijava-lhe os pés e os ungia com o ungüento. 39 Ao ver isto, o fariseu que o convidara disse consigo mesmo: Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, porque é pecadora. 40 Dirigiu-se Jesus ao fariseu e lhe disse: Simão, uma coisa tenho a dizer-te. Ele respondeu: Dize-a, Mestre. 41 Certo credor tinha dois devedores: um lhe devia quinhentos denários, e o outro, cinqüenta. 42 Não tendo nenhum dos dois com que pagar, perdoou-lhes a ambos. Qual deles, portanto, o amará mais? 43 Respondeu-lhe Simão: Suponho que aquele a quem mais perdoou. Replicou-lhe: Julgaste bem. 44 E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês esta mulher? Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; esta, porém, regou os meus pés com lágrimas e os enxugou com os seus cabelos. 45 Não me deste ósculo; ela, entretanto, desde que entrei não cessa de me beijar os pés. 46 Não me ungiste a cabeça com óleo, mas esta, com bálsamo, ungiu os meus pés.

Então, Jesus neste texto está nos ensinando sobre amor, honra e perdão. E nós como discípulos, líderes em treinamento, precisamos aprender muito ainda sobre amor, honra e perdão, porque esses requisitos são fundamentais para nosso crescimento espiritual, e também para o bom desempenho dentro da nossa chamada em Cristo.

Qual é a nossa chamada aqui na Igreja? Chamada para ganharmos vidas, e fazermos discípulos para Jesus e ensiná-los a guardar tudo o que Ele nos ensinou. Onde esta isso? Mt 28:19–20.

19 Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; 20 ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até a consumação do século.

Há muitas pessoas dentro da Igreja que ainda não sabem amar, ou até talvez amem, mas não conseguem expressar esse amor. Porque o amor não se limita a um sentimento interior, reconhecido somente no coração! Como assim? Por exemplo: um filho que pensa assim: “Ah! Eu amo muito o meu Pai”, mas que nunca consegue dizer isto a seu Pai. 

Outro exemplo: A esposa que diz consigo mesma: Amo ao meu marido demais, mas, ela não tem o hábito de abraçá-lo ou beijá-lo, não é carinhosa. Não tem uma expressão.

O discípulo que afirma amar tanto o seu líder, o seu discipulador, o seu Pastor, o seu Apóstolo, mas nunca expressa esse amor de forma nenhuma, e só vem a ele quando precisa. Também não está expressando.

Amados, o amor só se completa, se for expressado, mas muitos não conseguem fazer isto de forma livre e espontânea.

Estas pessoas não estão conseguindo se expressar por completo, porque ainda precisam de alguma cura em seu interior. E Deus nos chamou para um projeto que é DEle, e por isso Ele quer nos curar.

Alguns até mesmo entre os líderes de ponta, tem esse coração duro, porque estamos em um crescimento espiritual, estamos entrando em uma nova atmosfera espiritual de oração, entendimento, porém, muitos ainda são secos e duros como pedras, porque por qualquer desavença ou problema se deixam endurecer nessa prova, mas, em Ez 36:26, fala sobre essas pessoas que Deus chamou, mas que Ele é fiel para cumprir a sua Palavra.

26 Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne.                      

Então, não fui eu quem disse, mas o Senhor quem disse, que retiraria de nós o coração de pedra, para nos dar um coração de carne, um coração que ama, um coração que honra, um coração que perdoa.

Por exemplo, a desonra a um Líder ou a um Mentor, é um erro fatal. Pai, mãe, Apostolo, Pastor, dicipulador em fim, autoridades de Deus. Por que? Porque a desonra é a maldição que satanás quer instalar em uma pessoa.                                                                                            
Então, esta dureza sobre a qual a Bíblia diz, não nos impede só de crer, mas de amar, de honrar de perdoar e de nos relacionarmos de uma forma saudável.                                                  

Por que esse tipo de desonra nos persegue? Porque viemos do pecado do mundo e precisamos aprender com Deus, com sua Palavra, coisas que nossos pais não puderam nos ensinar, porque também, não foram ensinados. Mas nós temos a oportunidade de aprender, e de ter a maturidade para ensinar aos nossos filhos físicos e espirituais.

Também por causa dos traumas que sofremos, e que afetaram profundamente nossa estrutura emocional, nos amortecendo e até anulando nossos sentimentos e até deformando os nossos pensamentos. Por exemplo: ninguém gosta de mim, eu não consigo me relacionar, eu não sou boa companhia etc.                                                                 

Eu quero te dizer, ainda que isto fosse verdade, no céu há um Deus que te ama acima de qualquer suspeita, e hoje, Ele te fará sentir este amor em nome de Jesus!!!                              

Amados, se nós deixarmos os nossos sentimentos serem curados pelo Espírito Santo e os nossos pensamentos serem renovados pela Palavra de Deus, o que nos faltará somente, é nos entregarmos à experiência de sermos amados e decidirmos amar também.

O que plantamos colhemos. É a lei da semeadura. Eu não sou obrigado a plantar, mas sou obrigado a colher. Por isso, sempre lembre-se de que Jesus nos amou primeiro, sendo nós ainda pecadores.                     

Amados, eu creio que dentro da Igreja há muito amor, porque Deus tem derramado esse amor de forma abundante, mas alguns precisam se abrir para recebê-lo.

Muitos só querem receber, e passam a murmurar, prendem-se com o inimigo, esquecendo que primeiro tem que plantar. Por exemplo: se alguns não sabem abraçar, outros ficam duros ao receberem um abraço, na realidade, eles não sabem como se comportar ao receberem amor. E não se assustem amados, isto acontece muito até entre lideres. Mas Deus pela sua infinita misericórdia e poder, vai curar a todos os que reconhecerem que precisam de cura, ore hoje, para ser curado.

A cura só vem quando primeiro reconhecemos que precisamos de cura. Porque quando realmente reconhecemos o Senhor como nosso esposo, que é o esposo da noiva, a alma passa a ser curada e nós passamos a amar com facilidade, e detemos o inimigo em nossos sentimentos.                                                                                                    
Mas, às vezes estamos na Igreja, e nos perguntamos: - A quem devo amar e honrar? - Antes de responder essa pergunta, vamos analisar um pouco o conceito de honra.
                                                                              
O que é honrar uma pessoa? Honrar alguém, é expressar o valor que determinada pessoa tem para você, diante dela e de outros.

Nós vimos no texto que lemos, que aquela mulher pecadora reconheceu que Jesus era Deus, e ela expressou em público seu amor por Ele e O honrou diante de todos.                                                                                     
                                                                                               
Portanto amados, é difícil honrarmos a quem não amamos e não valorizamos, porque a honra está contida no dom de amar. Quem ama alguém, facilmente consegue honrá-lo, e receberá de volta amor e honra, porque ambas as virtudes são sementes.

Quando plantamos essa semente, elas geram segundo sua espécie; Quem amar será amado. E quem honrar será honrado. Mas, voltando para a pergunta: -  A quem eu devo amar e honrar?                                                                                      
1º Acima de tudo eu devo amar e honrar ao Criador, o nosso Pai Celestial, a nossa fonte de vida, aquele que é o amor e o poder.

2º Devemos também amar-nos a nós mesmos, guardando a vida em Deus, que nos salvou de todo o pecado, buscando assim a santificação. Isso é dar prova de amor próprio. Ou seja, é você cumprir o 2° mandamento.

3º Devemos amar aos que estão ao nosso redor, porque também se encaixa no 2º grande mandamento divino.

4º Não devemos fazer isso só por obediência, mas por amor.
                                                                                             

É por isso, que em Jo 13:34-35, Jesus nos diz algo muito forte, a todos nós  que nos intitulamos crentes, discípulos dEle, líderes e servos.

34 Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. 35 Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros.   

É facil entender: Amar é honrar. Honrar é amar. Ambos estão atrelados um no outro.

Eu quero que você observe algo: - Observe a sua família, Pai e Mãe por exemplo. Como você os ama? Como você tem demonstrado esse amor? E de que forma você tem demonstrado que os ama?                                                                                                     
Observe algo em sua vida também, quando foi a última vez que você disse: Pai eu te amo? Mãe eu te amo. Os maridos disseram a sua esposa; Amor eu te amo. As esposas disseram a seu marido; Amor eu te amo. Filhos disseram aos Pais que os amava. Discípulos disseram ao discipulador, ou discipulador disse aos discípulos, Ap, Pr eu os amo.
                                                               
CUIDADO! Porque há pais que pensam que amar é não deixar faltar dinheiro em casa, e por isso trabalham alucinadamente sem ter tempo para os filhos. Não!

Há esposas que pensam que amar, é manter a casa limpa e abastecida de comida. Não!

Há filhos que pensam que amar, é não ocupar o tempo dos pais, por isso, começa, a viver no seu próprio mundo, isolados. Não!                                                               

Alguns discípulos não conseguem amar plenamente ao seu sacerdote, porque não tiveram ou não tem uma relação com seus pais bem resolvida, e o sacerdote é um Pai espiritual no seio da família da fé, e os que lhe faltam cura, acabam externando essa emoção em sua vida na direção de quem tem autoridade divina para orar e te curar.
                                                                                                          
PENSE: Em uma visão de fazermos discípulos, como eu posso derramar amor sobre os que estão chegando, se eu ainda não sei amar e respeitar a quem me gerou ou tem me alimentado?

Eu não posso amar aos meus discípulos, se eu não amar antes ao meu líder, e Deus sabendo disso, não nos dá os discípulos se não amarmos. Isso é Reino de Deus, e é Ele quem diz isso. Veja pelo texto, que Jesus cobrou do fariseu no versículo 44.

44 E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês esta mulher? Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; esta, porém, regou os meus pés com lágrimas e os enxugou com os seus cabelos.

Ou seja, Jesus disse: Simão, você não me deu água para os pés. Porque era um costume da época, ao chegar em uma casa, era oferecida água para lavar os pés.

Você não me deu um beijo. Cumprimentar! Existem pessoas que entram e saem sem cumprimentar ninguém, nem dão um aceno com as mãos.

Jesus disse, você não me ungiu. E esta pecadora expressou seu amor por mim. E aí vem a pergunta: Como você tem expressado o seu amor para com as pessoas?

Há pessoas que são assim, como esses fariseus, conhecem a palavra e o amor, mas se esquecem de praticá-las. E são nestas horas que tudo começa a travar na vida das pessoas, porque não sabem expressar o que a Palavra nos diz a respeito de sermos TESTEMUNHAS DE JESUS nas células, em casa, na Igreja, no trabalho, onde formos.
                                                                       
Estou pregando essa Palavra, porque estamos entrando no ano novo bíblico, e dia 15 de setembro é o dia do perdão para os judeus, mas para nós que temos o Espirito Santo, devemos refletir e entrarmos juntos nesse mover do céu, e rever nossas atitudes.

Portanto, reveja sua vida hoje, e peça perdão, amor e honra a Jesus Cristo.

Eu quero te dizer que apesar de nossas fraquezas, o Senhor Jesus nos ama e quer nos curar, porém é preciso, que eu e você, reconheçamos a nossa necessidade de cura e que venhamos a confessarmos diante de Deus isso, essas falhas. Jo 13:35 nos diz;

35 Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros.                        

Jo 15:10 também diz assim: 10 Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; assim como também eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai e no seu amor permaneço.                                                   

I Co 16:14. 

14 Todos os vossos atos sejam feitos com amor.                                                                                  

Que Deus seja com vocês!

Eu e Apóstola Liz, amamos a vida de vocês.                                                                                                              .

Beijos!

Amém.
 

CURTA NOSSO FACEBOOK

Alameda Contorno, Nº 1842, Qd. 52, Lt. 13 e 14 - Jardim Santo Antonio - Goiânia-GO CEP: 74.853-120 Telefone: (62) 3922-3812
Segunda a sexta - 8 hs às 12 hs e 14 hs às 17 hs
Net Suprema