TEMA 2020: PREPARE O CAMINHO PARA O SENHOR.
image

ESPERANÇA

Graça e paz amados, hoje vamos falar sobre esperança, palavras de paz e de conforto.

Deus me pediu para falar sobre Jesus, e sobre os traidores de Jesus. Então, vamos começar vendo sobre as 30 moedas de prata, e aprender com Deus sobre isso. (versão utilizada NLTH) Mt 26:14-15.

14 Então um dos doze discípulos, chamado Judas Iscariotes, foi falar com os chefes dos sacerdotes. 15 Ele disse: Quanto vocês me pagam para eu lhes entregar Jesus? E eles lhe pagaram trinta moedas de prata.

Não é novidade para ninguém que Judas traiu Jesus. Mas, mais forte do que isso não foi Judas ter traido Jesus, foi Judas ter vendido Jesus.

Se nós analisarmos esse texto, muitas vezes pode passar assim em nossa cabeça, em nossos pensamentos: Como Judas foi burro. Como Judas pode trair Jesus?O que estava se passando na cabeça desse louco? Mas, e quando nós traimos a Jesus? O que passa em nossa cabeça? Eu estou falando de quando nós O vendemos tambem.

Você pode dizer aí agora em seu pensamento: Eu não traio a Jesus!!! Eu nunca venderei Jesus!!! Eu nunca faria isso!!! Faz Sim!!! Você e eu fazemos isso, e queremos condenar os outros.

Temos vendido Jesus por um Evangelho das facilidades, de uma prosperidade sem compromisso. E pior, temos nos calado enquanto assistimos líderes e até pastores, vendendo Jesus por 30 moedas de prata, de várias formas.

Temos nos calado assistindo outros venderem a Jesus por fama, por sucesso.

Portanto, é muito fácil julgar Judas. É muito fácil apontar o dedo. É muito fácil fazer isso, e não olhar para a nossa própria vida, olhar para a igreja ou para o mundo que nos cerca. Ou seja, às vezes vendemos Jesus por valores tão pequenos!

Que valor Jesus tem para você? Qual tem sido a sua “moeda” de troca, por Jesus? Pense um pouco: Pelo que temos trocado Jesus?                                                    

Eu já vi pessoas trocarem a Igreja de Jesus pelo trabalho. Já vi trocarem Jesus por diversão, amigos na fé por amigos no mundo. Já vi trocarem os dízimos da Igreja de Jesus, por aquisição de coisas. Já vi trocarem Jesus por novela.
Já vi demais, trocar as obrigaçoes com Jesus, por outras coisas, etc. Já vi trocarem Jesus por desculpas esfarrapadas, esqueci, estou cansado etc

Muitas e muitas vezes, nós nos achamos tão mais espirituais do que Judas, porém, de alguma forma, também nós temos vendido Jesus.

É preciso se auto policiar, vigiar e orar muito.  Veja um exemplo: O que dizer de Pedro?

Veja que Pedro disse assim em Mt 26:33-35.

33 Então Pedro disse a Jesus: Eu nunca abandonarei o senhor, mesmo que todos o abandonem. “Mas Pedro, respondendo, disse-lhe: Ainda que todos se escandalizem em ti, eu nunca me escandalizarei.  34 Mas Jesus lhe disse: Eu afirmo a você que isto é verdade: nesta mesma noite, antes que o galo cante, você dirá três vezes que não me conhece. 35 Pedro respondeu: Eu nunca vou dizer que não o conheço, mesmo que eu tenha de morrer com o senhor! E todos os outros discípulos disseram a mesma coisa.

Veja que o impulsivo Pedro, aquele que tinha dito que jamais negaria Jesus, que sempre estaria ao Seu lado, O negou.

Vimos que Jesus disse com maior tristeza que naquela noite, antes que o galo cantasse, que ele O negaria três vezes.
E isso aconteceu, como foi dito. Pedro negou Jesus, não uma, duas, mas sim três vezes. Naquela, mesma noite. E veja, que Pedro: Andou sob as águas com Jesus. Pedro viu Jesus realizando milagres. Pedro viu Jesus cumprindo em sua vida o que Ele prometeu, que ele seria um pescador de homens. Mas mesmo assim, Pedro negou Jesus.

E nós, quando lemos os textos, novamente julgamos Pedro, Judas pelas suas atitudes. E logo vamos dizer: Como ele pôde ter negado Jesus? O que Jesus fez por eles, não da para entender uma atitude dessas? Depois de tudo, O negaram?

Eu te faço a mesma pergunta: Como nós podemos negar Jesus, depois de tudo o que Ele tem feito por nós? 

Negamos cada vez que você damos lugar para a carne, nós O traímos. Porque cada vez que nos perguntam se somos crentes e mal respondemos, nós O traímos. Porque cada vez que participamos de conversas que não deveríamos, quando assistimos o que não deveríamos, fazemos o que sabemos ser errado, nós O traímos. E cada vez que nós, como lideres, falamos que nós não sabíamos o que estávamos fazendo, nós O traimos.

Veja que Pedro: Sentiu medo. Sentiu vergonha. Mas ele teve consciência do que estava fazendo. Ele escolheu negar Jesus. Conosco não é diferente. Nós sabemos o que é certo e o que é errado, e mesmo assim, lógico, nem todos, mas muitos escolhem o que é errado. E pior, não têm medo das consequencias, não têm vergonha de Jesus, porque já se acostumaram e querer satisfazer os desejos da carne. Perderam o respeito, e o temor a Jesus.

Agora pense um pouco na Cruz. Porque, Jesus mesmo sendo traído, sendo negado, sendo cuspido, Jesus foi até o fim. Jesus morreu por cada traidor, cada pessoa que O negou. Na realidade, Jesus morreu por mim e por você, por cada ser humano.

Eu sei que talvez você até já esteja cansado de ouvir isso. Mas o ponto que eu quero chegar é: às vezes, nós nos achamos tão melhor do que Judas e Pedro. Nós até já esquecemos, que somos exatamente iguais a eles.
                                                         
Você lembra a última vez que negou Jesus? Ou já se acha tão santo, a ponto de dizer que nunca O negou?
                                                                            
Talvez você não O tenha trocado por 30 moedas de prata, mas por muito menos: Por uma noite com bebidas e músicas do mundo. Por um beijo, por fofoca, murmurações. Por um pulinho fora do casamento. Por um “pecadinho” aqui, outro ali.
                                                            
Lembre-se: Jesus nunca te negou. Jesus nunca te traiu. Então, porque nós, lógico nem todos, às vezes O traímos? Porém, a boa notícia é que essa mesma Cruz, que traz esperança, paz, conforto e salvação, tras também para um coração arrependido, esperança, paz, conforto e salvação. 

A palavra diz que Pedro se arrependeu, e que ele chorou amargamente. Ou seja, só um coração arrependido chora amargamente. E veja que o convite de Pedro para os homens de sua época, é o mesmo convite para você no dia de hoje, At 3:19-20.

19 Portanto, arrependam-se e voltem para Deus, a fim de que ele perdoe os pecados de vocês. 20 E também para que tempos de nova força espiritual venham do Senhor, e ele mande Jesus, que ele já tinha escolhido para ser o Messias de vocês.

Dizem que o dinheiro cega, mas não é bem verdade isso, o dinheiro é bom. O dinheiro pode em si, não ser bom nem mau, porque o dinheiro é apenas um instrumento nas mãos do homem. Porém, o que se faz com o dinheiro, é o mérito da questão.

A palavra diz que o amor ao dinheiro, sim, é a raiz de todos os males: I Tm 6:10.

10 Pois o amor ao dinheiro é uma fonte de todos os tipos de males. E algumas pessoas, por quererem tanto ter dinheiro, se desviaram da fé e encheram a sua vida de sofrimentos.

Viu só? A cobiça, a ambição mórbida, a avareza, são alguns dos males proporcionados pelo amor ao dinheiro.

Quem não gosta do que o dinheiro compra? Todo mundo gosta.                                                                     

Quem não gostaria de conquistar uma mega mansão? Ou um carro dos sonhos? Quem não gostaria de dar aos seus amados, tudo o que o dinheiro pode comprar? Tem algum problema nisso? Nenhum!!!
                                                                              
Ter dinheiro é muito bom, só tem um probleminha. Deus faz tudo visando um fim proveitoso e dá riqueza de acordo com Seus planos. Ou seja, para as nossas vidas, e esssas nossas vidas está no plural, por dois sentidos: 1º Somos várias pessoas. 2º É que a riqueza de um servo de Deus, tem que fazer girar a “roda da fortuna”, ou seja, seu dinheiro tem que abençoar outras vidas e estas vidas outras tantas.
                                                     
Deus jamais enriquecerá alguém por causa dos seus belos olhos, ou porque o cidadão tem um jeitinho de rico, ou porque trabalha demais, não!!! O critério de Deus é outro, e sabe qual é? O seu coração.

Nem você conhece tão bem seu coração, como Deus. Ele sabe se você está preparado para ser rico, ou se precisa de mais alguns ajustes. Ele sabe se a riqueza vai ensoberbecer seu coração, ou não. Ele sabe se você vai colocar ou não seu bolso no altar e com seu dinheiro conquistar vidas para Jesus e sustentar um testemunho, digno de um servo de Deus.

Por exemplo: Judas traiu Jesus por causa de trinta moedas de prata, que na época de Jesus era o preço de um escravo, este valor hoje compraria um carro usado, ou talvez uma pequeno terreno.

Dava para ver que Judas não ficaria rico com aquele valor. Então, por que trair o Filho de Deus de forma tão vil e por tão pouco? Porque Judas era o “filho da perdição”, porque apesar de andar com Jesus, o coração dele jamais se converteu.  Por que? Porque Judas era ladrão do dinheiro das ofertas e porque Judas tinha amor ao dinheiro.

Por amor ao dinheiro Judas traiu Jesus e o identificou para os soldados romanos com um beijo. Porém, Judas sentiu remorso, veja o que diz a Bíblia: Mt 27:3-4.

3 Quando Judas, o traidor, viu que Jesus havia sido condenado, sentiu remorso e foi devolver as trinta moedas de prata aos chefes dos sacerdotes e aos líderes judeus, 4 dizendo: Eu pequei, entregando à morte um homem inocente. Eles responderam: O que é que nós temos com isso? O problema é seu.
 
Ou seja, não tinha mais jeito, Jesus já estava preso e logo seria crucificado, e o pecado de Judas não poderia ser perdoado. Veja o que os principais sacerdotes e anciãos disseram a Judas: Mt 24:4b. “O problema é seu”.                                                                               

Portanto, cuidado, porque é assim mesmo que o diabo faz, ele tenta o homem, induz ao pecado e depois de tirar a pessoa da presença de Deus, satanás ri.

Veja, Judas não conseguiu ficar com o dinheiro e lançou as moedas no templo e saiu para se enforcar.

O peso do remorso era demais e ele não suportou. E até os sacerdotes e anciãos, também não quiseram ficar com o dinheiro, e deliberaram entre si assim em Mt 27:6-8.

6 Os chefes dos sacerdotes pegaram o dinheiro e disseram: Isto é dinheiro sujo de sangue, e é contra a nossa Lei pôr esse dinheiro na caixa das ofertas do Templo. 7 Depois de conversarem sobre o assunto, resolveram usar o dinheiro para comprar o “Campo do Oleiro”, a fim de que servisse como cemitério para os não-judeus. 8 Por isso aquele campo é chamado até hoje de “Campo de Sangue”.     

O Dinheiro da traição, as moedas não compraram um escravo para Judas, também não serviram para ser lançadas no cofre das ofertas, só serviram mesmo para comprar um terreno e fazer um cemitério para os estrangeiros. 

Isso nos deixa um ensinamento, é um símbolo do que acontece com dinheiro sujo, só produz morte.

Porém, existe uma ambição saudável, aquela de um servo de Deus, que conquista seus bens e coloca no altar fielmente as primícias, os seus dízimos e as suas ofertas e o seu coração, e tudo é lavado e santificado pelo precioso sangue de Jesus. Esse servo e esse dinheiro, produz vida por onde quer que passe.

Portanto, existem muitas riquezas boas para nós mesmos, e para os outros à nossa volta.
                                                            
Deus abençoa e enriqueçe o Seu povo, a sua vida, com entendimento, por isso, entenda, Deus só faz isso visando um fim proveitoso: Onde o dinheiro não é um fim nele mesmo, é apenas um meio, um instrumento para glorificar a Deus.

Portanto, Judas se afundou na escuridão que ele mesmo escolheu.

Quando você se aproxima de Jesus, uma destas duas coisas acontecerá: Ou você se tornará completamente dEle. Ou vai acabar mais afastado dEle.

A história de Judas nos alerta a guardar nosso coração, para não nos afastarmos de Jesus.

 A história de Judas também nos ensina a alcançar aqueles que podem estar perto de fugir da fé.                                                                   
Cristo nos chama para termos “compaixão daqueles que duvidam”. Jd 1:17-21.

17 Mas vocês, meus amigos, lembrem do que foi profetizado pelos apóstolos do nosso Senhor Jesus Cristo. 18 Eles disseram a vocês: “Quando chegarem os últimos tempos, aparecerão pessoas que vão zombar de vocês, pessoas que não querem saber de Deus e seguem os seus próprios desejos.” 19 São essas pessoas que causam divisões, pois são dominadas pelos seus desejos naturais e não têm o Espírito de Deus. 20 Porém vocês, meus amigos, continuem a progredir na sua fé, que é a fé mais sagrada que existe. Orem guiados pelo Espírito Santo. 21 E continuem vivendo no amor de Deus, esperando que o nosso Senhor Jesus Cristo, na sua misericórdia, dê a vocês a vida eterna.

E por fim, a história de Judas nos lembra que nada de bom pode vir, se desistirmos de Jesus Cristo. Ele não tem preço, não podemos trocá-lo por nada.

Deus os abençoe!
 

CURTA NOSSO FACEBOOK

Alameda Contorno, Nº 1840, Qd. 52, Lt. 13 e 14 - Jardim Santo Antonio - Goiânia-GO CEP: 74.853-120 Telefone: (62) 3922-3812
Segunda a sexta - 8 hs às 12 hs e 14 hs às 17 hs
Net Suprema