TEMA 2019: NOVOS COMEÇOS.

O PEIXE DO MILAGRE

15/10/2019
(Versão utilizada RA) Mt 17:24-27.

24 Tendo eles chegado a Cafarnaum, dirigiram-se a Pedro os que cobravam o imposto das duas dracmas e perguntaram: Não paga o vosso Mestre as duas dracmas? 25 Sim, respondeu ele. Ao entrar Pedro em casa, Jesus se lhe antecipou, dizendo: Simão, que te parece? De quem cobram os reis da terra impostos ou tributo: dos seus filhos ou dos estranhos? 26 Respondendo Pedro: Dos estranhos, Jesus lhe disse: Logo, estão isentos os filhos. 27 Mas, para que não os escandalizemos, vai ao mar, lança o anzol, e o primeiro peixe que fisgar, tira-o; e, abrindo-lhe a boca, acharás um estáter. Toma-o e entrega-lhes por mim e por ti.

Nesse texto, quando Jesus e Pedro entram em Cafarnaum, eles são cobrados a pagar uma taxa de um imposto local, um imposto regional. E este imposto era para ser pago pelos estrangeiros, pessoas não pertencentes àquela cidade.

O interessante é que foi exatamente Pedro, que foi abordado pelos cobradores. E Pedro respondeu positivamente aos cobradores, dizendo que Jesus era responsável e iria sim arcar com as exigências da lei.

Só que antes mesmo de Pedro conversar com Jesus sobre este assunto, o próprio Cristo, surpreende a Pedro fazendo a este um questionamento. E Jesus antes de Pedro falar, Jesus indagando-o e faz uma pergunta: “ os reis das nações cobram impostos dos filhos do reino ou dos estrangeiros?” Ou na versão que estamos usando "De quem cobram os reis da terra impostos ou tributo: dos seus filhos ou dos estranhos?" E a resposta de Pedro foi: “ dos estrangeiros!”.        
Jesus continuou então a dizer: “ chegará o dia em que eles (o povo eleito) não precisarão pagar tais impostos e nem qualquer outra taxa ou divida, e Jesus estava dizendo isso, porque eles ainda eram estrangeiros, como nós, não só em Cafarnaum como também no reino deste mundo.

Então, nesta nossa caminhada aqui na terra, é necessário pagar impostos e taxas, IPVA DO CARRO, para se caminhar, entrar e sair de cidades, trabalhar e servir as pessoas.                                                                         

É preciso pagar para servir! 
É preciso pagar para abençoar! 
É preciso pagar para andar sobre a terra dos viventes! 
É preciso pagar para ministrar!      
                                            
Nesta história tremenda do evangelho, Cristo não orientou Pedro a ir até o templo pedir o valor necessário para se pagar o imposto, para eles permanecerem em Cafarnaum.             

Embora Jesus tivesse em sua época, um equipe de mulheres que o ajudava com seus bens, e, embora Judas Escariotes fosse o tesoureiro do quadro apostólico que andava com Jesus, nesta hora, Jesus não se utilizou de nenhum destes possíveis recursos para se levantar o valor necessário para suprir aquela necessidade.

O filho de Deus mandou o pescador Pedro PESCAR, dizendo a Pedro que o imposto seria pago com o primeiro peixe que fosse fisgado. E Pedro fez o que sabia fazer!                                                      

Pedro pescou apenas um peixe! Só que ele pescou porque Jesus o mandou pescar! Ele não pescou porque quis pescar, desta vez ele foi pescar porque Jesus quis que ele fizesse isso. 
                    
Você tem pescado os peixes que Jesus quer que você pesque? Discipulado é para isso!!                               

Portanto, Pedro não foi pescar muitos peixes, mas apenas um peixe.                                                                        

Quando não se tem noção do mundo espiritual, talvez nós daríamos uma ordem a Pedro, para ele pegar muitos peixes afim de vende-los para que se reunisse as dracmas necessárias para a quitação do imposto. Mas note, Jesus usou: Um pescador, um peixe fisgado, para deixar um problema resolvido! 

Devido a isso, Jesus pôde entrar na cidade de Cafarnaum e o Evangelho teve a sua continuidade.

Então, este texto nos ensina 4 coisas importantes:
          
1 - Nós precisamos esperar o livramento e a solução por meio das pessoas certas!

Você é a passoa certa hoje!

Jesus usou a vida de Pedro!               

Portanto, é preciso entender que no reino de Deus, sempre devemos estar interagindo com pessoas ao nosso derredor e que possuem atribuições e qualificações que podem muito bem serem as ferramentas necessárias para o livramento dos problemas que enfrentamos. 
                      
Se você obedecer, Deus fara você ver os milagres dEle! Você é a pessoa certa para isso!                                                                            
2 - Jesus utilizou os instrumentos apropriados, mesmo que sejam estes os mais absurdos possíveis. (Uma moeda dentro de um peixe) 
              
Jesus mandou Pedro pescar, para o recurso ver. Hoje Ele manda você trazer os dízimos, ofertas e primícias.
 
Portanto, as soluções dos problemas começam em nós.
 
Cafarnaum fica próxima ao mar da galileia, portanto, uma cidade com vida pesqueira. E Jesus se utiliza disso! 

Jesus aproveita o contexto da cidade, mas Jesus se aproveita do potencial das pessoas que andam com ele. Veja que maravilha!                                                              

Quem achar as pessoas chamadas por Deus, já terá uma grande garantia de que o problema poderá ser resolvido. Porque, a tendência humana é querer focar na moeda dentro do peixe, e não no peixe. Mas o primeiro foco deve ser colocado no pescador que fisga bem o peixe. 

Deus quer usar o seu potencial.
  
Não se pode saber como a moeda foi parar no ventre do peixe, eu creio ser um milagre sobrenatural, onde Cristo fez pela sua palavra, surgir do nada, aquela moeda nas entranhas do peixe.                                                          

Deus quer te surpreender, Ele quer realizar milagres em sua direção.                                                                                            
3 - Precisamos aprender a buscar sempre as estratégias adequadas.
                                                  
Jesus usou uma pessoa, Pedro, e Ele quer usar você hoje!
               
Você é a estrategia de Deus, para que o evangelho dEle seja propagado. Ou seja, vamos focar sempre na pessoa certa e não no peixe!                                                                             

A pessoa certa é aquela que ouve a “palavra” e prática!
 
Pedro creu na Palavra que recebeu de Jesus, e agiu, e o peixe foi fisgado.                    

Portanto, as pessoas que andam ao nosso lado, e que creem na Palavra da verdade, são as pessoas que merecem o nosso foco.         

Há pessoas andando conosco, que creem na Palavra do Senhor, e que devemos continuar a orar por essas pessoas, porque são essas que Deus nos deixou para que nós colocássemos nelas o foco certo, por isso precisamos ter muita atenção.                                                                    

Portanto, um dos sinais que Deus nos dá, é que as pessoas certas com a PALAVRA certa, fazem as coisas que são certas! E essas pessoas OBEDECEM, por fé! 

A igreja precisa focar nestas pessoas e investir nelas, para solucionar os problemas que são decorrentes do estabelecimento do Reino de Deus.                                              

Portanto, antes de se ter UM PEIXE, foi necessário se ter UM PEDRO, que creu na palavra e que foi obediente.                                                     
4 - Todo o pagamento tem uma finalidade, e beneficia a aquilo que está sendo endereçado, e na sua pluralidade.    

Jesus disse: entrega por mim e por ti! Veja que Benção!               

Portanto, aquela oferta também abriu caminho para que a revelação do evangelho entrasse em Cafarnau. 

Nós estamos vendo que Jesus mostrou o tempo todo nos evangelhos da Bíblia, que um peixe ou poucos peixes, que uns poucos pães, são suficientes para alimentar multidões.      

Agora, Jesus novamente repete o ensino dizendo que um peixe com um estáter dentro dele é suficiente para Ele e para Pedro.
    
Portanto, no reino de Deus o importante não é a quantidade dos recursos, não, mas o que verdadeiramente importa é a motivação, o foco do nosso coração, que deve sempre ser para a glória DEle, como o Ap Paulo diz: quer comais, bebais ou façais qualquer coisa, fazei tudo para a glória de Deus.                                                            

Os recursos virão sempre da Palavra dada e orientada pelo Senhor Jesus.
 
Portanto, a tua oferta, o teu dízimo, a tua primicia te abençoarão, porque o evangelho de Deus continuará entrando de casa em casa, de cidade em cidade, de nação em nação e de uma forma ou de outra, estará abençoando as pessoas, portanto irá abençoar a tua vida, com o pagamento sobrenatural de suas necessidades.

Nós hoje, devemos nos abrir para que a Palavra de Deus nos direcione aos peixes, porque existem bençãos para Jesus e para nós. 

Obrigado Deus, porque com os homens na terra e peixes nas aguas, com entendimento do chamado que é divino, o seu Reino continua acontecendo!                                             

Os seus PLANOS e PROJETOS são maravilhosos!                      

Obrigado Deus, porque hoje entremos em nossa Cafarnaum!

Deus nos abençoe!

Amém.
Alameda Contorno, Nº 1840, Qd. 52, Lt. 13 e 14 - Jardim Santo Antonio - Goiânia - Goiás CEP:74.853-120 Telefone: (62) 3922-3812
Horário de funcionamento da secretaria: segunda a sexta - 8 h às 12 h e 14 h às 17 h.
Net Suprema