TEMA 2018: CIDADE DE DEUS, A CONQUISTA DO TERRITÓRIO.

A FIDELIDADE VENCE AS GUERRAS

21/03/2018
Pv 24:6 (versão NLTH)
6 Afinal, antes de entrar numa batalha, é preciso planejar bem, e, quando há muitos conselheiros, é mais fácil vencer.

Portanto com medidas de prudência devemos fazer a guerra e nos muitos conselheiros está a vitória.

A nossa vida é uma constante batalha, é uma constante guerra. Seja contra as tentações da carne. Seja contra os fracassos. Seja contra os laços do passarinheiro. Seja contra as astutas ciladas do inimigo.
               
Enfim, o Sr. Jesus nos alertou; Que no mundo teríamos aflições, e que tivéssemos bom ânimo, porque Ele venceu. E Deus nos deixou uma orientação em Pv: Que com conselhos prudentes faríamos a guerra, e que a vitória viria na orientação.

Portanto amados, para vencer as guerras é preciso ser Fiel. Mas ai é que vem a pergunta: Como é possível manter-se fiel em meio às guerras? Como é possível exercer a fé, após uma grande perda? Como é possível ver a terra prometida, quando o cansaço, e as muitas lágrimas turvam a visão? A resposta é: Perseverando! Esse é o conselho divino.

Devemos perseverar, naquEle em quem nós temos crido!
Hb 10:35-36 (versão RA).
35 Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande galardão. 36 Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa.
 
Portanto, a nossa recompensa não tarda! Ou seja, nós precisamos guerrear, e o conselho de Deus para você vencer essas guerras, vem de três atitudes de perseverança.

A 1º atitude é dificil, mas possível. É a perseverança em meio à dor. 

Muitas vezes a dor e a desesperança tentam tomar conta dos nossos corações.                                           

Exemplo: Em nossa intimidade, marido, mulher ou casamento;

O nosso inimigo, em quase todos os casais, lança situações e inúmeras setas, de várias maneiras:
- “De que Deus não é com você”. 
- “De que Deus não gosta de você, pelo que você foi”.
- “Que no seu casamento, você se precipitou, que não era ela”.
- “De que você tinha sido avisado, por alguem para não casar, etc”!

Setas e mais setas de dor e de desesperança, tentando tomar conta do coração. E é aí que vem uma das perceveranças em meio a dor.                                                                                               
 
Portanto, aprenda algo: Que essas setas, só não encontraram pouso em nossa vida, quando sabemos quem é Deus e em quem nós temos crido.

O Ap. Paulo fala sobre isso, em ter uma firmeza, uma convicção em quem ele cria. II Tm 1:12 (versão RA).

12 e, por isso, estou sofrendo estas coisas; todavia, não me envergonho, porque sei em quem tenho crido e estou certo de que ele é poderoso para guardar o meu depósito até aquele Dia.                                              

Em Rm 8:35-37 (versão RA), Paulo nos faz uma pergunta em meio as nossas provas:
35 Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? 36 Como está escrito: Por amor de ti, somos entregues à morte o dia todo, fomos considerados como ovelhas para o matadouro.
37 Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou.
                                    
Portanto, a resposta para nós, sacerdotes, sacerdotisas, líderes, de que mesmo em meio a dor, nós devemos ter uma só postura: De que nada vai nos separar do amor de Cristo!

Paulo dá a resposta, fazendo um apanhado de coisas nos versículos 38-39.
38 Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, 39 nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Portanto em tempos difíceis, nós temos somente duas atitudes:

A 1º Atitude de desistir. E a 2º Atitude de Perseverar.

Porém, quando não perseveramos, após ou durante tribulações ou em uma guerra, nós negamos e deixamos de validar as promessas feitas por Deus.

EU QUERO ABRI UM PARÊNTESES AQUI: Isso que eu estou falando, eu não estou afirmando, que perseverar em meio à dor é fácil. Não é isso que eu estou dizendo! Eu estou falando de um ato de fé, onde nós devemos buscar no plano físico a fidelidade junto ao nosso Deus, através da nossa vida fiel a Ele, não desistindo.

A 2º Atitude é mais facil, porque é de perseverarmos na promessa.

Você crê nas promessas da Bíblia?  Deus tem usado os seus ungidos, no mundo para emitirem decretos de mudança de vida, sobre o Corpo de Cristo. 

Por isso, Paulo nos orienta a esse respeito, em Hb 13:17 (versão NLTH)
17 Obedeçam aos seus líderes e sigam as suas ordens, pois eles cuidam sempre das necessidades espirituais de vocês porque sabem que vão prestar contas disso a Deus. Se vocês obedecerem, eles farão o trabalho com alegria; mas, se vocês não obedecerem, eles trabalharão com tristeza, e isso não ajudará vocês em nada.
                                                                                                                
Portanto, muitas pessoas têm recebido e tomado posse das profecias, e das promessas quee de Deus tem se estabelecido.

Muitos tem se alegrado, muitos quando recebem a unção, a fe é tanta que caem na unção, fluem em línguas estranhas... Mas outras, entra ano e sai ano e a vida delas continua a mesma.
                                                                         
Será que o problema está nas promessas ou no Profeta? Eu te dou a certeza, que não!

Eu aprendi que toda promessa feita por Deus, precisa ser zelada, e em I Sm 2:30 (versão RC), a palavra fala sobre esse zelo.

Veja essa profecia contra a casa de Eli.

30 Portanto, diz o Senhor, Deus de Israel: Na verdade, dissera eu que a tua casa e a casa de teu pai andariam diante de mim perpetuamente;(uma profecia) porém, agora, diz o Senhor: Longe de mim tal coisa, porque aos que me honram, honrarei, porém os que me desprezam serão desmerecidos. (Ou seja, não zelou pela profecia em cuidar, perdeu ela)

 
Portanto, diante das promessas de Deus, não importa para nós, que pareça que está demorando muito, para ser concretizada. Porque tudo ao tempo de Deus é perfeito e agradável. Mas, é preciso vigiar a nossa natureza carnal.

As profecias, os decretos de Deus tem que ser recebidos no ESPÍRITO e não na ALMA (mente).         

É muito comum, as pessoas ao receberem promessas se emocionarem, mas, ao sinal da primeira dificuldade, esquecem o que Deus falou para elas. E quando isso acontece, é sinal claro de que elas receberam apenas na alma e não no espírito.
               
Paulo fala assim em Rm 8:35 (versão RC):
35 Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?

Portanto, veja que conforme agimos, iremos mostrar se recebemos no espírito ou na alma.
                                                   
O zelo pela promessa, a disposição, a prudência para guerrear, o conselho para termos a vitória, são forças no Reino do espírito, e são essenciais para vencermos. Porque a acomodação gera em nós a desistência e, conseqüentemente, o aborto da promessa que vinha sendo gerada.

Portanto, creia na promessa e se esforce para conquistá-la!
 
A 3º Atitude. Precisamos perseverar e ir amadurecendo em fidelidade.

Rm 5:3-5 (versão RC)
3 E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações, sabendo que a tribulação produz a paciência; 4 e a paciência, a experiência; e a experiência, a esperança. 5 E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nosso coração pelo Espírito Santo que nos foi dado.

Eu e a Apa. Liz, uma vez oramos e tomamos uma decisão em meio a lágrimas de perseverarmos e Deus tem nos sustentado. Perseveraremos sempre em meio às tribulações. Podemos até ser tentados nas tribulações, com as setas que o inimigo lança, sobre nós como pensamentos assim:  - Estamos perseverando em que? Pois nada está acontecendo. - Em quem? Pois, acho que Deus já desistiu de nós. - Está demorando demais? Por que será?
Éh.. Deus não está mais nos ouvindo etc!

E muitas outras setas que nos vinha:  Que o problema eram os outros. Que era inveja sobre nós.Que era trabalho de feitiçaria, e tinha mesmo, mais pensamentos assim vinham, em fim, eram muitas outras coisas! Mas a resposta de Deus para nós sempre foi: Perseverem em mim (Deus) e nas promessas que já fiz.

Amados, somente após esta decisão de sermos fiéis a Ele, perseverando, teremos a certeza de que seremos aprovados.

Precisamos perseverar no nosso chamado, fazendo discípulos, conquistando novos territórios, declarando que nada nos afastará do amor de Jesus.
  
Por que devemos zelar pelo nosso chamado? Porque uma coisa é certa, Deus vai te honrar sempre na sua decisão, de se manter firmes em meio à dor.  Precisamos aprender a não resistir a vontade de Deus. Precisamos perseverar nas promessas de Deus.                    

Lembre-se, não é fácil, mas em meio às dificuldades devemos perseverar.

Persevere no REINO DO ESPÍRITO, porque a palavra de Deus nos diz que a nossa luta não era contra carne e sangue, mas principados e potestades dominadores desse mundo tenebroso.
                                                             
Precisamos sim, guerrear em jejum e oração. Clame incessantemente pela sua vida, pela vida da sua esposa, pela vida de seus filhos, tanto físicos como espirituais.

Não permita que o inimigo venha roubar as promessas.  Seja incansável, em cada chamado para a batalha de oração e guerra. 

TUDO ISSO, PARA PERSEVERARMOS NAS PROMESSAS.
 
Eu quero te dizer uma coisa; Vc é o filho da promessa, você é filho do riso, porque verdadeiramente, o SENHOR transformará o nosso choro em riso.

Diga: Senhor, a partir de hoje, eu quero ser prudente para guerrear, porque a tua palavra diz, que há vitória em minha obediência! Quero também ter atitudes de perseverança, e tomar posse das promessas, pela minha fidelidade.

Eu quero que você reflita: Que postura como, líder, como sacerdote, sacerdotisa escolhido por Deus você está tendo? Que postura você tem tido diante da sua esposa, diante dos seus filhos físicos e espirituais? Como sacerdote chamado por Deus, que tipo de segurança você tem passado a eles? pois eles confiam em você!
                                                                                   
Veja como Davi se espressava a Deus, por ter sido liberto da morte em Sl 30:11-12 (versão NLTH). E nós somos libeto todos os dias da morte.
11 Tu mudaste o meu choro em dança alegre, afastaste de mim a tristeza e me cercaste de alegria. 12 Por isso, não ficarei calado, mas cantarei louvores a ti. Ó Senhor, tu és o meu Deus; eu te darei graças para sempre.                                                                                                                   
Is 43:13 (versão NLTH)

13 Eu sou Deus e sempre serei. Ninguém pode escapar do meu poder e ninguém pode desfazer o que eu faço.

Portanto, a tua fidelidade, a Deus a mim e a Igreja, porque a fidelidade é expressada na terra e vista no céu, irá te levar a vencer todas as guerras.
                                                                 
Por isso, Rm 8:38-39.

38 Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, 39 nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.
 
Amém.
Alameda Contorno, Nº 1840, Qd. 52, Lt. 13 e 14 - Jardim Santo Antonio - Goiânia - Goiás CEP:74.853-120 Telefone: (62) 3922-3812
Horário de funcionamento da secretaria: segunda a sexta - 8 h às 12 h e 14 h às 17 h.
Net Suprema