TEMA 2018: CIDADE DE DEUS, A CONQUISTA DO TERRITÓRIO.

NÃO PODEMOS DESISTIR DO CHAMADO

11/05/2018

Lc 5:1-6 (versão ARC)

1 E aconteceu que, apertando-o a multidão para ouvir a palavra de Deus, estava ele junto ao lago de Genesaré. 2 E viu estar dois barcos junto à praia do lago; e os pescadores, havendo descido deles, estavam “lavando as redes”. 3 E, entrando num dos barcos, que era o de Simão, pediu-lhe que o afastasse um pouco da terra; e, assentando-se, ensinava do barco a multidão. 4 E, quando acabou de falar, disse a Simão: faze-te ao mar alto, e lançai as vossas redes para pescar. 5 E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, porque mandas, lançarei a rede. 6 E, fazendo assim, colheram uma grande quantidade de peixes, e rompia-se-lhes a rede.

Portanto no versículo 2, a história nos diz que Jesus estava junto ao Lago de Genesaré e viu 2 barcos juntos, na praia do lago.

2 E viu estar dois barcos junto à praia do lago; e os pescadores, havendo descido deles, estavam lavando as redes.                                                            
Com certeza, havia outros barcos ancorados no lugar, porque estudos mostram, que naquele época, havia muitos outros barcos naquela região, e isso quer nos dizer que Jesus não foi e escolheu o barco porque eram de Simão. Mas a palavra diz que Ele viu dois barcos, e havia ainda pescadores lavando as redes.  Mas por que eles estavam lavando? Com certeza, porque estavam sujas, e eles precisavam delas limpas, para a próxima pescaria.
                                  
Nós podemos tirar muitas lições dessa história.

Se quisermos ter êxito em nossas pescarias, nós temos que manter nossas redes limpas e prontas, para serem usadas.
Nós sabemos, que não se pesca de qualquer jeito!! E é muito importante observar, que todo pescador, por mais cansado que esteja, não larga as redes sujas e vai para casa, não! Pelo contrário, ele deixa tudo pronto para a próxima pesca.
                                                                           
Há muitas pessoas que não se preocupam com a limpeza da sua rede, com a pureza de sua rede, esquecendo-se que foi Jesus que nos chamou. E se Jesus está em nosso barco, com certeza, os seus instrumentos de trabalho na pesca, devem estar limpos. Por que? Porque toda a sujeira fede. Toda sujeira começa a estragar o material de trabalho.
                                                                                                                         
Ao observarmos as redes que vem do alto mar, elas vem com muitas impurezas do mar, elas vem cheias se algas, lixo, galhos, etc…  E se trouxermos esse texto para a nossa vida, nós veremos que através desse instrumento de trabalho da nossa vida cristã, nós podemos ter muitos peixes ou não.
                                                                                   
Nós somos as redes, que Jesus usa hoje para sua pescaria. Lc 5:10-11 (versão ARC) diz:

e, de igual modo, também de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram companheiros de Simão. E disse Jesus a Simão: Não temas; de agora em diante, serás “pescador de homens”. 11 E, levando os barcos para terra, deixaram tudo e o seguiram.

Se mantivermos nossa vida limpa, santa e pronta para ser usada, Deus vai nos honrar e dar aquilo que deve ser a razão da nossa existência: As vidas.

Veja, que Jesus poderia ter escolhido qualquer outro barco, porque havia muitos ali, mas decidiu escolher o barco de Simão. Por que? Porque Jesus tinha um propósito específico para Simão, que era fazer dele seu discípulo e um pescador de vidas. Mas, para ser discípulo de Jesus, nós temos que entrar na escola de Jesus. Porque Jesus sabia muito bem, quem era Simão e o que poderia extrair dele.

Simão, não é diferente de nós! Jesus nos conhece muito bem e sabe o que Ele quer extrair de cada nós. Portanto, Jesus sabia que os pescadores, só lavavam as redes, depois de usá-las, e neste caso, como Jesus havia notado, que eles não tiveram resultado durante aquele trabalho, e só havia sujeira nas redes, e não havia peixes, Jesus os abordou.

Nós sabemos que o trabalho, após uma pescaria, deveria ser de grande alegria, se tivessem trazido grandes quantidades de peixes, mas nesse caso só veio sujeira do mar. Ou seja, aqueles homens, perderam um dia de trabalho e ainda tinham que limpar as redes, pois, eles não poderiam fazer uma nova pescaria, com aquelas redes sujas. E, Jesus vendo isso, o que Ele fez? Jesus observando que eles estavam cansados, tristes, desanimados, nada falou acerca do seu trabalho.

Jesus, também, não ficou criticando, rindo deles, pelo fracasso da pescaria, mas pediu o barco de Simão emprestado, e pediu também, que o afastasse um pouco da praia e “assentando-se”, ensinava do barco as multidões versículo 3.

3 E, entrando num dos barcos, que era o de Simão, pediu-lhe que o afastasse um pouco da terra; e, assentando-se, ensinava do barco a multidão. 
                        
Observe, como cada atitude de Jesus, foi proposital para trazer uma nova visão para a vida de Simão. Porque Simão tinha o hábito de entrar no barco, se afastar da praia, ir até alto mar, lançar a rede e voltar vazio ou às vezes, ou com peixes. Mas, o fato é que Jesus repetiu os mesmos passos que ele dava, para mostrar a Simão, que o resultado do seu trabalho, se lhe obedecesse, se Ele permanecesse em seu barco, seria de muita abundância.

Só, que Jesus repetindo os seus passos, entra no barco, afasta pouco da praia, e assentando-se, ensinava do barco as multidões. E aqui, Jesus mostra todo o Seu segredo. Se Jesus entrar no seu barco, na sua vida, no seu trabalho, nas suas áreas da vida, tenha a certeza, que tudo ira começar a mudar, porque a gloria dEle se manifestará.
                                  
Note, que quando Ele entrou no barco, não foi logo tomando a frente e saindo com o barco, Não!!! Ele primeiro pediu a Simão: - "Simão, dá para você afastar um pouco da praia o barco?" Por que Jesus fez isso? Porque Jesus queria ver um posicionamento de Simão, em se deixar ser usado. Jesus queria ver se ele iria ceder e obedecer o comando de Jesus. 

Aí está o grande problema nos dias de hoje! Veja. Se Jesus pegou Simão cansado de uma noite de trabalho. Cansado por estar lavando as redes. Cansado pelo seu fracasso. Com certeza, Simão poderia ter se recusado. Porque, Simão, ainda não era seu discípulo, ainda, não o conhecia. Mas, mesmo assim Simão obedeceu.

Portanto, Deus não te escolheu à toa. Quando JESUS te chamou para caminhar com Ele, Ele sabia exatamente o que estava fazendo!

O chamados de Jesus para você é o mesmo de Pedro, fazer de você um autêntico discípulo!

Portanto, duas coisas aconteceram na vida de Simão, para que houvesse uma mudança de vida.

1º Simão, permitiu que Jesus entrasse na sua propriedade (barco).

2º Simão, obedeceu se afastando da praia (largar das coisas terrenas).

A maioria dos fracassos da vida do homem, está em não permitir que Jesus entre na sua vida, ou quando permite, muitos, não querem se afastar das coisas terrenas, do pecado, porque amam mais os seus prazeres.

A maioria dos fracassos é como se os homens dissesse assim a Jesus: “Você pode até entrar no barco, mas deixa ele ancorado na praia mesmo, aqui é muito bom, e parece seguro".
                                       
Muitos se esquecem de Cl 3:1-2, diz:

1 Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está “assentado” à destra de Deus. 2 Pensai nas coisas que são de cima e não nas que são da terra;                                                                                   
Portanto, Jesus começou a mostrar a Simão quem Ele era! E Jesus simplesmente entrou, “sentou” e começou a ensinar do barco as multidões. Ou seja, nós podemos aprender, que o barco da nossa vida, do nosso trabalho, do lugar que Deus nos deu, precisa sair do físico e entrar no espiritual, para ensinar a palavra ao Seu povo.
                                                                             
Através do barco da sua vida, tem que sair o ensino da palavra ao povo, ministrar a palavra que liberta, sara e cura, mas para isso, você precisa estar com “redes lavadas, limpas” e Jesus “assentado” no barco. E essa atitude que Jesus mostrou a Simão, quando entrou e “sentou” no seu barco, é uma atitude de que Ele está no controle todas as coisas. É uma atitude para que eles cressem e descansassem, mas, nós só chegamos neste nível quando passamos por experiências com Jesus.
                        
Veja quando Jesus chama Simão a uma experiencia, nos versículos  4 e 5.

4 E, quando acabou de falar, disse a Simão: faze-te ao mar alto, e lançai as vossas redes para pescar. 5 E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, porque mandas, lançarei a rede.
 
Tudo tem um tempo determinado! Quando Jesus acabou de falar, era como se Jesus perguntasse a Simão: você está entendendo o seu chamado agora? Porque Jesus estava ministrando ao povo do seu barco.
                                                                           
Então Jesus disse: vamos levar o teu barco agora e, ao alto mar, e lançar as redes para pescar.

O versículo 6 mostra sobre essa obediência de Simão, o levando ao sobrenatural.

6 E, fazendo assim, colheram uma grande quantidade de peixes, e rompia-se-lhes a rede.

DIGA: A minha obediência, vai me levar a receber os milagres de Jesus!

Uma pergunta: Será que Jesus estava realmente interessado nos peixes? Claro que Não!!! Jesus estava mais interessado na lição que queria dar.

Portanto, as benção do Senhor, estão sob os fiéis e transbordarão sobre a vida daqueles que caminham com Ele.

Eu creio que nós como equipe, viveremos as mesmas bênçãos, quando lançarmos as nossas redes.

Quem só fica olhando, não experimenta da benção do sobrenatural!

Quem obedece, entra na da fartura e da alegria dos resultados!

Note, que quem não trabalha em equipe, é tomados por um espiríto de inveja, passam a trabalham a noite toda, nada apanham para alegrar-se. E por fim, Simão Pedro quando se prostra diante de Jesus, viu que realmente ele era um pecador. Versículos 8 a 11.

8 E, vendo isso Simão Pedro, prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, ausenta-te de mim, por que sou um homem pecador. 9 Pois que o espanto se apoderara dele e de todos os que com ele estavam, por causa da pesca que haviam feito, 10 e, de igual modo, também de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram companheiros de Simão. E disse Jesus a Simão: Não temas; de agora em diante, serás pescador de homens. 11 E, levando os barcos para terra, deixaram tudo e o seguiram.

Como lideres, como estão as nossas redes de pesca? Limpas ou estão sujas?

Jesus está no nosso barco? Se está, Ele está sentado? 

Reconheça as suas debilidades diante daquele que reina!

Amém!
Alameda Contorno, Nº 1840, Qd. 52, Lt. 13 e 14 - Jardim Santo Antonio - Goiânia - Goiás CEP:74.853-120 Telefone: (62) 3922-3812
Horário de funcionamento da secretaria: segunda a sexta - 8 h às 12 h e 14 h às 17 h.
Net Suprema