TEMA 2018: CIDADE DE DEUS, A CONQUISTA DO TERRITÓRIO.

TENTAÇÃO OU PROVAÇÃO?

31/01/2018
Hoje, o Senhor quer nos trazer o entendimento, sobre ter o discernimento entre as duas situações:  TENTACAO E PROVAÇÃO.

Nós sabemos, e precisamos considerar isso, que ambas as situações são muito parecidas. E se são parecidas, não é muito fácil discerni-las, porém, se nós estivermos ministrados no espirito, veremos que existe uma enorme diferença.
Tg 1:13 (versão RA)

13 Ninguém, ao ser tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta.                                      

Portanto, toda tentação vem dos desejos existentes em nós, enquanto a provação vem do Senhor e tem um propósito específico a cumprir.

A tentação almeja afastar-nos do padrães de vida moral, que foram estabelecidos por Deus. É por isso, que ela utiliza os sonhos, as fantasias e os desejos e a nossa carne é o seu campo de ação. Por isso, a tentação tem uma ação do inimigo, para que nós venhamos duvidar do amor, do perdão e da justiça de Deus.

Portanto, as tentações podem ser usadas pelo inimigo para estimular o que há de pior em nós. Já a provação é diferente. A provação é uma situação permitida por Deus.

Nós até podemos dizer que a provação faz parte da Pedagogia de Deus. Por que? Porque as provações são usadas pelo Espírito Santo para extrair o que há de melhor em nós.

Existem provações que são ilógicas. Um dos exemplos mais clássicos da narrativa bíblica é o pedido de Deus a Abraão, para que ele oferecesse seu filho Isaque em sacrifício.

RACIOCINE: Por que Deus daria um filho a Abraão para depois pedir que o matasse? Sob a ótica humana isso não tem lógica nenhuma, ou seja, não faz sentido algum.

Portanto, tenha a certeza que toda a provação é um teste, que quando somos colocados no campo de prova, nós não vamos encontrar ninguém na arquibancada da nossa vida, para torcer a favor ou contra!! Com certeza, seremos só nós mesmos e Deus!

Eu penso que são nestes momentos, onde Deus fica assistindo tudo: Observando cada movimento que fazemos.  Cada atitude que tomamos.        Cada palavra que falamos. E depois de tudo, Deus emite o seu decreto, sobre a provação, e nós podemos esperar.

Porque, Deus vai mandar a Sua avaliação que pode ser: “muito bem servo bom e fiel entra no gozo do teu Senhor”. É a parábola dos talentos. Mt 25:23.

Os nossos talentos precisam se multiplicar. Sabe por que eu penso assim? Porque durante uma prova, o bom professor, nunca orienta seus alunos, ele tem uma expectativa, e confia que o aluno aprendeu!

Amados, quantas vezes, nós vivenciamos situações ilógicas, e nos perguntamos: Onde está Deus? Ou perguntamos; Porque Ele está em silêncio?

Quantas vezes pensamos: Deus, parece que o Sr. não importa com o que está acontecendo...

Eu, como sacerdote sobre sua vida, lhe oriento; Quando algo nesta ordem estiver acontecendo com você, é provável que você possa estar sendo PROVADO!

Portanto, o objetivo da provação, é fazer a pessoa ter uma forte convicção espiritual e moral.
Tiago 1:2-4

2 Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, 3 sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. 4 Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes.

Ou seja, na palavra, a provação é encarada assim: Ela é vista como algo construtivo, que atua em nosso crescimento como pessoas e servos de Deus.

Assim, para nós analisarmos uma situação em nossas vidas, nós precisamos ter o entendimento de uma provação ou uma tentação.

Todas as vezes que passarmos por elas, devemos refletir, ponto a ponto, e avaliar se aquilo que estamos passando está ligado ao pecado, que é o distanciamento de Deus, ou se é algo ligado ao crescimento em alguma área de nossas vidas.

Por exemplo, algumas pessoas passam por situações de estresse e pressões no trabalho. Esse tipo de situação, pode ser uma tentação ou uma provação. Se as pressões estão vindo de forma normal, e estão te forçando a exercer mais a paciência e a fé, são provações. Mas, se são pressões que estão vindo, por exemplo: Por causa de estar fazendo desvios no caixa da empresa, ou saindo com aquela colega de trabalho que é casada, então, estamos diante de uma tentação. Estou usando esses exemplos para você entender as diferenças.

Às vezes, não é fácil saber exatamente, o que estamos vivendo, se provação ou tentação.

Nesses casos, o melhor a fazer é intensificar a vida com Deus e buscar a cada dia colocar o coração na presença de Deus pedindo auxílio.

Vejamos para encerrar, o caso que, aconteceu com Jó.

Jó não sabia ao certo, os objetivos de todo o sofrimento que passava, porque ele era um homem integro, reto, temente a Deus, e mesmo assim, ele estava passando por situações terríveis.  

Em alguns momentos, com certeza, ele se questionou se o que ele estava passando, era provação ou tentação ou se os dois juntos. Mas Jó se manteve firmado no Senhor e, no final, teve uma compreensão melhor das coisas que sofreu.
Jó 42:5 (versão NLTH), Jó nos ensina isso.

1 Então, em resposta ao Senhor, Jó disse: 2 “Eu reconheço que para ti nada é impossível e que nenhum dos teus planos pode ser impedido. 3 Tu me perguntaste como me atrevi a pôr em dúvida a tua sabedoria, visto que sou tão ignorante. É que falei de coisas que eu não compreendia, coisas que eram maravilhosas demais para mim e que eu não podia entender. 4 Tu me mandaste escutar o que estavas dizendo e responder às tuas perguntas. 5 Antes eu te conhecia só por ouvir falar, mas agora eu te vejo com os meus próprios olhos. 6 Por isso, estou envergonhado de tudo o que disse e me arrependo, sentado aqui no chão, num monte de cinzas.”

Portanto, nós podemos ver que houve uma grande provação na vida de Jó, porque ele compreendeu o crescimento que Deus lhe deu. Porém, veja, que Jó, além de ser provado, ele também foi tentado.

Como? Quando a esposa dele disse a ele assim em, Jó 2:6-10 (versão NTLH).
6 O Senhor disse a Satanás: Pois bem. Faça o que quiser com Jó, mas não o mate. 7 Aí Satanás saiu da presença do Senhor e fez com que o corpo de Jó ficasse coberto de feridas horríveis, desde as solas dos pés até o alto da cabeça. 8 Jó sentou-se num monte de cinza e pegou um caco para se coçar. 9 (VEJA A TENTAÇÃO) E a mulher dele disse: Você ainda continua sendo bom? Amaldiçoe a Deus e morra! 10 Jó respondeu: Você está dizendo uma bobagem! Se recebemos de Deus as coisas boas, por que não vamos aceitar também as desgraças? Assim, apesar de tudo, Jó não pecou, nem disse uma só palavra contra Deus.

Veja amados, certamente, aquela voz destrutiva do tentador, querendo afastar Jó da presença de Deus, era do diabo.

Cuidado, nas suas provações e tentações, por que o nosso inimigo, pode sim, usar vozes, ao nosso derredor, e nos dar sugestões, para irmos contra Deus.
                   
Amém!
 
Alameda Contorno, Nº 1840, Qd. 52, Lt. 13 e 14 - Jardim Santo Antonio - Goiânia - Goiás CEP:74.853-120 Telefone: (62) 3922-3812
Horário de funcionamento da secretaria: segunda a sexta - 8 h às 12 h e 14 h às 17 h.
Net Suprema