TEMA 2017: FAMÍLIA, PLANO DIVINO PARA REFORMAR GEOGRAFIAS

UNIDADE NA IGREJA

19/10/2017
 
Jo 17:11
 
Já não estou no mundo, mas eles continuam no mundo, ao passo que eu vou para junto de ti. Pai santo, guarda-os em teu nome, que me deste, para que eles sejam um, assim como nós.
 
Jo 17:21-22
                                                                                                                                            
21 a fim de que todos sejam um; e como és tu, ó Pai, em mim e eu em ti, também sejam eles em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste. 22 Eu lhes tenho transmitido a glória que me tens dado, para que sejam um, como nós o somos;
 
 
Nós vivemos em um mundo marcado por diferenças e divisões de todos os tipos, mas quando nós nos voltamos para Deus em Cristo, todas as diferenças são anuladas e todas as divisões são derrubadas, porque em Rm 2:11 a palavra diz:
 
11 Porque para com Deus não há acepção de pessoas.
 
E o próprio Deus diz assim a Samuel,  em I Sm 16:7.
 
7 Porém o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a sua altura, porque o rejeitei; porque o Senhor não vê como vê o homem. O homem vê o exterior, porém o Senhor, o coração.
 
Portanto, na oração de Jesus por nós, Jesus pediu enfaticamente que fossemos unidos, porque Ele sabia, que separados nós estaríamos vulneráveis.
 
Ou seja, a unidade cristã nos ensina a nos alegrarmos ao ver a graça de Deus em outros irmãos, como disse Paulo em II Co 10:7.
 
7 Observai o que está evidente. Se alguém confia em si que é de Cristo, pense outra vez consigo mesmo que, assim como ele é de Cristo, também nós o somos.
 
Você como líder deve ser um observador: - Será que a nossa Igreja está desunida? Se sim, o que você tem feito para isso não acontecer? Que atitude tem partido de você?
 
Quero ler de novo o que Paulo disse em II Co 10:7.
 
7 Observai o que está evidente. Se alguém confia em si que é de Cristo, pense outra vez consigo mesmo que, assim como ele é de Cristo, também nós o somos.
 
 Portanto, baseado na oração de Jesus, veremos alguns motivos para que os cristãos sejam unidos:
 
1º Motivo da unidade entre os irmão é o exemplo de Jesus para nós:
 
 Jo 17:11
 
Já não estou no mundo, mas eles continuam no mundo, ao passo que eu vou para junto de ti. Pai santo, guarda-os em teu nome, que me deste, para que eles sejam um, assim como nós.
 
Jesus demonstrou o tempo todo a sua união com Deus. A Trindade revela a unidade Divina. E estas atitudes, devem ser o nosso maior exemplo para sermos unidos como irmãos. Para isso, é preciso aceitar e respeitar a cada irmão com suas diferenças.
 
Cada cristão faz parte de uma igreja ou da igreja.
 
A igreja Maanaim faz parte da Igreja Una de Cristo e esta não é dividida, mas é um corpo que formado por vários membros, constitui a presença de Cristo no mundo. Ou seja, a unidade cristã começa primeiramente em mim, entre os irmãos.
                                    
Por isso, a igreja Maanaim deve ser um só corpo, formado por ministérios e membros uns dos outros e também ligado com outras igrejas, que constituem a presença de Cristo no mundo.
 
 A verdadeira igreja de Cristo é a esposa de Cristo, e Cristo não tem várias esposas e nem várias igrejas.
 
 Se Jesus é o cabeça desse corpo, então você precisa estar no corpo, que é a Igreja de Cristo. 
 
É por isso que não existem desculpas para não congregar. Hb 10:25
 
 25 Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima.
 
2º Motivo da unidade entre os irmãos é o Testemunho para o mundo:
 
Em Jo 17:21, Jesus disse assim:
 
 21 a fim de que todos sejam um; e como és tu, ó Pai, em mim e eu em ti, também sejam eles em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste.
 
 Note, que Jesus sabia que a comunhão, a unidade, seria um grande testemunho para ganhar vidas.  Ao contrário disso, a desunião seria um péssimo exemplo, que causaria descrédito à mensagem do evangelho que Jesus deixou.
 
Portanto, cuidado você que as vezes pode ser atacado pelo inimigo, para ser instrumento de desunião, fique você sabendo que você tocará direto no pedido de Jesus a Deus.
 
 Nós só declaramos ser chamados mesmo por Deus, quando obedecemos e atendemos ao chamado do Mestre, quando levamos o evangelho com autoridade da unidade sobre nós, veja Mc 16:15

15 E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura.
 
Esta obra é tão grande e importante que a união entre cristãos na igrejas é fundamental. 
 
O nosso objetivo é a evangelização!
 
É perceptível os pagãos e aqueles que se dizem céticos não compreenderem os cristãos, por se mostrarem tão divididos entre si.
 
Na Igreja Primitiva a palavra diz em At 2:44-47 assim:
44 Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum. 45 Vendiam as suas propriedades e bens, distribuindo o produto entre todos, à medida que alguém tinha necessidade. 46 Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração, 47 louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos.. Ou seja, a igreja crescia muito nessa ocasião.
 
Precisamos nos vigiar para não agir como Jonas que recebeu a tarefa da evangelização e não foi, ficou de fora olhando e esperando a ruína de Nínive. Talvez seja por isso, que as igrejas tantas vezes passem por “tempestades” e são engolidas por “peixes”.
 
Nós, cristãos, como líderes, devemos estender a mão a todos os que têm o coração reto para conosco, como temos o coração reto para com os outros, unindo nossos interesses comuns de fazer a obra que é do Senhor crescer.
 
Não existe plano, estratégia, se não estivermos unidos em Cristo, e quem está unido em Cristo, está em unidade com os irmãos e na Igreja.
 
Portanto, a nossa unidade, é para que o mundo creia que Deus enviou Jesus!
 
3º Motivo da unidade entre os irmãos, é para Glorificar a Deus:
 
 Jo 17:22
 
 Eu lhes tenho transmitido a glória que me tens dado, para que sejam um, como nós o somos;
 
Jesus declarou que transmitiu a Glória de Deus para que seus seguidores fossem um!
 
A glória do Pai está sobre você? 
 
A nossa unidade deve ser em prol de um objetivo comum e o principal que é glorificar a Deus!
 
Muitos crentes misturam a honra com idolatria, em vez de honrar quem lhe cobre de oração, jejua por você, lhe corrige quando precisa, às vezes idolatram outros, por uma palavra bonita ou posição social dando glória ao homem, perdendo assim a leitura do mundo espiritual.
 Jo 12:43
 
 43 porque amaram mais a glória dos homens do que a glória de Deus.
 
Mas Deus não divide a sua glória com ninguém, por isso, Is 42:8.
 
 8 Eu sou o Senhor, este é o meu nome; a minha glória, pois, não a darei a outrem, nem a minha honra, às imagens de escultura.
                                                                            
Portanto, a primeira barreira a ser transposta para que haja união verdadeira no corpo de Cristo é o preconceito, a ignorância e o desrespeito. Por isso, quando o povo de Deus se une, a glória de Deus é derramada na vida de todo do corpo.
 
Nós precisamos entender que é o Pentecostes de Deus, que fez com que milhares de pessoas de lugares, culturas, idiomas e pensamentos diferentes, viessem a se entender e se compreender, unindo-se em um só propósito: servir a Deus.
 
Por isso só o Espírito Santo pode traduzir nossas “línguas” e fazer com que nos entendamos em nossas diferenças, promovendo a unidade em nossa diversidade.
 
A Igreja como corpo de Cristo não pode se “conformar com este mundo”, mas deve buscar a “renovação da nossa mente” como diz Paulo em Rm 12:2 ao povo de Deus, pois quem ainda vê a esposa de Cristo como qualquer coisa, ainda não transformou ainda a sua mente.                
 
 2 E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.
 
É bom seguirmos o exemplo de Daniel. Quando o rei Nabucodonosor mandou chamar todos os sábios, magos e encantadores do reino, que certamente seriam de diversas religiões, Daniel atendeu o chamado e foi como representante da sua fé e do seu Deus e nem por isso se dobrou diante de outros deuses.
 
Deus tem te chamado, para que você trabalhe pela unidade da sua Igreja! Mas nós como cristãos, temos algo em comum. Temos um Deus em comum. Temos uma fé em comum. Temos um chamado em comum. Mas, também, temos um inimigo em comum. 
 
Por isso precisamos notar que o que nos une é muito maior, do que aquilo que nos diferencia uns dos outros.
 
O objetivo da unidade cristã é “que todos sejam um para que o mundo creia” e se queremos que o mundo creia, precisamos ser um.
 
Precisamos ser um povo que vivencia o evangelho marcado pela cruz de Cristo, que é vertical e horizontal.
 
Quando entendemos a nossa missão, nos reconciliamos com Deus (nos reconciliamos verticalmente) e quando entendemos as coisas espirituais, temos discernimento do mundo (horizontal).
 
Por isso o sacrifício de Jesus foi completo e determinante, pois nos ensina a “amar a Deus sobre todas as coisas (vertical) e ao próximo como a si mesmo (horizontal)”.
 
Jesus disse em Mt 5:9.
 
 9 Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.
 
Se você é um filho de Deus, então trabalhe para ajudar a sua igreja estar sempre unida!
 
Amém!
Alameda Contorno, Nº 1840, Qd. 52, Lt. 13 e 14 - Jardim Santo Antonio - Goiânia - Goiás CEP:74.853-120 Telefone: (62) 3922-3812
Horário de funcionamento da secretaria: segunda a sexta - 8 h às 12 h e 14 h às 17 h.
Net Suprema