TEMA 2019: NOVOS COMEÇOS.

MODELOS QUE FORMAM MODELOS

10/07/2019
Em (versão utilizada RA) Ef 5:1-2, a palavra diz assim:

 Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; 2 e andai em amor, como também Cristo nos amou e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em aroma suave.

Portanto se somos crentes e "filhos amados" de Deus, será que temos experimentado Seu amor em nossas vidas como Modelos dEle? Porque Deus nos deixou um padrão para vivermos, um padrão que devemos preservar que é o Seu caminho.

Note que o versículo 1 começa assim: “Sede, pois”. . Isso, literalmente, quer nos dizer: Transformem-se pois ou provem que são. Depois diz assim: Imitadores de Deus, como filhos amados. Ou seja, a palavra está dizendo que devemos ser exatamente como como uma criança que aprende todas as coisas, imitando seus pais. Por isso, a palavra está nos dizendo que devemos ser imitadores de Deus.

Mas, o que é ser um imitador? Um imitador é algo igual ou melhor.

Portanto se desejamos imitar alguém, que venhamos imitar aquele que é perfeito em toda plenitude.

Como filhos, queremos ser iguais aos nossos pais em muitas coisas, e com Deus, nosso Pai, não deve ser diferente. ah! mas eu não tive pai! Mas, agora tem e você está aqui.

Veja que em Jo 1:12, a palavra diz:

12 Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome;.

A palavra disse que somos “filhos amados” e todo filho amado deve procurar imitar o pai!

Em  I Co 11:1, Paulo vem e diz assim.

1 Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo.

Portanto, não é da noite para o dia que se forma um discípulo, um 12. Porque um 12 deve responder como um filho amado, com um caráter irrepreensível, de forma a pagar o preço.

Portanto, precisamos ser maiores que nossas desculpas, fazer duas coisas.

Precisamos, como 12, imitar Jesus através de líderes que sejam imitadores de Cristo.

Quando nós olhamos para a história de Moisés no deserto, podemos lembrar que a maioria dos discípulos de Moisés foram sepultados no deserto. Somente Josué e Calebe escaparam. Portanto, veja o quanto é sério formar um 12.

Moisés foi o líder mais poderoso do Antigo Testamento, e o povo não conseguia acompanhá-lo dentro da visão que ele possuía. DIGA: Eu preciso ser um líder de visão do futuro!

Não é fácil ser um mentor de 12. Porque a Visão não nos oferece conforto, mas confronto, para nos tornamos imitadores de Cristo. Portanto, se servimos a Deus, nós esperamos que cada uma das promessas dEle se cumpra nas nossas vidas. Não é verdade? Mas também, temos a missão de no lugar onde estamos plantados, frutificarmos. Porque isso também é servir a Deus, honrar a Deus e ao líder.

Veja que existem mantos que estão sobre os 12. Deus não usa descomprometidos para fazer uma obra relevante. .

Todos os que fazem história são comprometidos com a chamada para os 12. Portanto, ser um 12 é ter um manto de trabalho para Deus, de ser sacerdote, profeta e libertador. Nós somos herança sacerdotal!

Vejamos a história de Arão.

Arão foi o primeiro sacerdote da história no deserto. Ele foi um discípulo, um tanto difícil de se relacionar. Veja que quando Moisés voltou, após 40 dias de oração, diante de Deus, Moisés encontrou Arão queimando incenso ao bezerro de ouro.

Ex 32:21-24. 21 Depois, perguntou Moisés a Arão: Que te fez este povo, que trouxeste sobre ele tamanho pecado? 22 Respondeu-lhe Arão: Não se acenda a ira do meu senhor; tu sabes que o povo é propenso para o mal. 23 Pois me disseram: Faze-nos deuses que vão adiante de nós; pois, quanto a este Moisés, o homem que nos tirou da terra do Egito, não sabemos o que lhe terá acontecido. 24 Então, eu lhes disse: quem tem ouro, tire-o. Deram-mo; e eu o lancei no fogo, e saiu este bezerro.

Agora, imagine a situação de Moisés diante do ato do irmão. Porém, em Nm 17:1-8, quando todas as varas foram colocadas na arca, para ver qual floresceria, no dia seguinte, a que florescera foi a de Arão.

1 Então, falou o Senhor a Moisés, dizendo: 2 Fala aos filhos de Israel e toma deles uma vara para cada casa paterna de todos os seus príncipes, segundo as casas de seus pais, doze varas; e escreverás o nome de cada um sobre a sua vara. 3 Porém o nome de Arão escreverás sobre a vara de Levi; porque cada cabeça da casa de seus pais terá uma vara. 4 E as porás na tenda da congregação, perante o Testemunho, onde eu virei a vós. 5 E será que a vara do homem que eu tiver escolhido florescerá; assim, farei cessar as murmurações dos filhos de Israel contra mim, com que murmuram contra vós. 6 Falou, pois, Moisés aos filhos de Israel; e todos os seus maiorais deram-lhe, cada um, uma vara, para cada maioral uma vara, segundo as casas de seus pais, doze varas; e a vara de Arão estava entre as suas varas. 7 E Moisés pôs estas varas perante o Senhor na tenda do Testemunho.
8 Sucedeu, pois, que no dia seguinte Moisés entrou na tenda do Testemunho, e eis que a vara de Arão, pela casa de Levi, florescia; porque produzira flores, e brotara renovos, e dera amêndoas.


O que Deus estava mostrando? Que se nós nos desviarmos dEle, Ele não Se desvia de nós.

Talvez você até tenha feito um bezerro de ouro em sua rota de desistência, mas Deus o trará de volta e fará com que seu ramo floresça.

Veja, que Moisés passou um tempo na presença de Deus e ao voltar, encontrou um bezerro. Isso nos ensina, que você não deve pensar que ao se ausentar da equipe, você encontrará os 12 melhores. Não!!! Quase que unanime, será ao contrário. Eles estarão piores e podem perder a conquista. Porém, entenda que foi Deus quem nos chamou para a obra que é dEle. E, você, como sacerdote, profeta e libertador será usado para reverter esse quadro. Porque onde os 12 chegam, esses três mantos devem se manifestar e sinais, milagres, prodígios e maravilhas devem acontecer.

Quantos que quando estão desistindo, vamos lá orar, conversar, orientar segundo a palavra e o milagre acontece.

Infelizmente, muitos verão a terra, mas não vão entrar nela!

Veja na palavra, que quando desistimos daquilo para o que Deus nos chamou, Ele mesmo dá o basta!

Uma das coisas mais terríveis, foi Deus dizer a Moisés para subir à montanha e se despedir o povo. Deus mandou Moisés ungir a Josué e mandou o povo caminhar rumo à terra prometida, que era direito de Moises, que ele levou a vida construindo na mente daquele povo, mas não pôde usufruir da bênção.

Agora, pare um pouco e imagine: Moisés vendo de cima da montanha, três milhões de pessoas caminhando, e ele ouvindo de Deus uma proibição de que não poderia entrar na terra. Dt 34:1-4.

1 Então, subiu Moisés das campinas de Moabe ao monte Nebo, ao cimo de Pisga, que está defronte de Jericó; e o Senhor lhe mostrou toda a terra de Gileade até Dã; 2 e todo o Naftali, e a terra de Efraim, e Manassés; e toda a terra de Judá até ao mar ocidental; 3 e o Neguebe e a campina do vale de Jericó, a cidade das Palmeiras, até Zoar. 4 Disse-lhe o Senhor: Esta é a terra que, sob juramento, prometi a Abraão, a Isaque e a Jacó, dizendo: à tua descendência a darei; eu te faço vê-la com os próprios olhos; porém não irás para lá.

Uma história de 40 anos perdida por uma sedução da alma e um vacilo ao comando divino. Dt 32:51-52.

51 porquanto prevaricastes contra mim no meio dos filhos de Israel, nas águas de Meribá de Cades, no deserto de Zim, pois me não santificastes no meio dos filhos de Israel. 52 Pelo que verás a terra defronte de ti, porém não entrarás nela, na terra que dou aos filhos de Israel.

Feche seus olhos e veja a cena. Deus falando a Moisés que ele estava proibido de entrar na terra prometida.

Agora, imagine Moisés se despedindo do povo, acenando, os olhos cansados, mas com a visão perfeita. Veja o rosto de Moisés, a pele enrugada, o vento batendo na barba.

Note que Deus ainda o deixou ver a terra, mas não o deixou entrar nela. Todas as tribos dirigindo-se à terra prometida. Os 12 levantados como Simeão, Judá, Efraim, Benjamim, Zebulom, José, Dã, Aser, Naftali, Gade... Os 12 de Moisés sendo guiados por Josué. - Que sentimento no coração do líder, que dor de eternidade essa!

Porém, tudo isso, na história de Moisés, deve nos ensinar, que mais importante do que começar é como terminaremos a caminhada.

DIGA: Eu não podemos errar o foco da minha conquista!

Precisamos agradar o coração do Rei! Nosso chamado é levítico, sacerdotal! Deus não chama pessoas descomprometidas para tomar territórios. Pelo contrário, se a misericórdia de Deus, a graça não nos alcançar, os territórios são tomados.

Todo crente precisa entender que Deus não está brincando de avivamento conosco.

Fazemos parte de uma conquista inequívoca, porém, fomos chamados por Ele para essa conquista. Somos da geração que deve caminhar no foco certo, para tomar uma Nação para Jesus, com o coração voltado para Ele, pagando qualquer preço para honrá-lO.

A religiosidade muitas vezes não nos deixa entender isso, mas veja que iniciamos a palavra assim em Ef 5:1-2.

1 Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; 2 e andai em amor, como também Cristo nos amou e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em aroma suave.

E Paulo em  I Co 11:1, nos diz assim: 1 Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo.

Amem.



 
Alameda Contorno, Nº 1840, Qd. 52, Lt. 13 e 14 - Jardim Santo Antonio - Goiânia - Goiás CEP:74.853-120 Telefone: (62) 3922-3812
Horário de funcionamento da secretaria: segunda a sexta - 8 h às 12 h e 14 h às 17 h.
Net Suprema