TEMA 2019: NOVOS COMEÇOS.

A CURA DA LEPRA

12/06/2019
Hoje, você identificará o que tem acontecido dentro da sua casa, a cura do Senhor entrará em sua casa e toda a lepra que por ventura estiver instalada será removida!

A lepra era uma das mais terríveis doenças da antiguidade. E por ser contagiosa a lepra fazia com que a pessoa tivesse de ser afastada do convívio familiar e social, vivendo isolada em aldeias de leprosos ou locais específicos para pessoas com essa doença.

Os leprosos não podiam se aproximar de pessoas sadias e nem ter contato com elas. E por conta da medicina ser ainda pouco avançada, muitas doenças de pele poderiam ser confundidas com lepra, trazendo também muita dor aos que as tinham. Porém, podemos ver que Jesus, a caminho de Jerusalém, passou pela divisa entre Samaria e Galileia, e nessa passagem Jesus estava com a data marcada da sua crucificação, mas mesmo assim Jesus entrou em uma dessas aldeias de leprosos. Ou seja, Ele estava a caminho da sua crucificação, Ele estava se aproximando da sua crucificação, porém, isso não o impediu de continuar cumprindo o seu chamado, isso não o impediu de continuar o propósito para o qual Deus o enviou.

Jesus viu dez leprosos que já conheciam a fama que Ele tinha, e logo eles gritaram de longe para chamar a atenção do Senhor, veja em Lc 17:11-19.

11 De caminho para Jerusalém, passava Jesus pelo meio de Samaria e da Galiléia. 12 Ao entrar numa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez leprosos, 13 que ficaram de longe e lhe gritaram, dizendo: Jesus, Mestre, compadece-te de nós! 14 Ao vê-los, disse-lhes Jesus: Ide e mostrai-vos aos sacerdotes. Aconteceu que, indo eles, foram purificados. 15 Um dos dez, vendo que fora curado, voltou, dando glória a Deus em alta voz, 16 e prostrou-se com o rosto em terra aos pés de Jesus, agradecendo-lhe; e este era samaritano. 17 Então, Jesus lhe perguntou: Não eram dez os que foram curados? Onde estão os nove? 18 Não houve, porventura, quem voltasse para dar glória a Deus, senão este estrangeiro? 19 E disse-lhe: Levanta-te e vai; a tua fé te salvou. 
 
Portanto, veja que quando Jesus entra na aldeia, os 10 lerosos vieram até Jesus. E eles, não negligenciavam os princípios de Deus. Porque ao verem Jesus, gritaram a Ele como vemos nos versículos 12-15.

12 Ao entrar numa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez leprosos, 13 que ficaram de longe e lhe gritaram, dizendo: Jesus, Mestre, compadece-te de nós! 14 Ao vê-los, disse-lhes Jesus: Ide e mostrai-vos aos sacerdotes. Aconteceu que, indo eles, foram purificados.                                                                      
 
Porém, entre esses 10 lerosos, 9 destes eram judeus e um era samaritano. E os judeus daquele tempo, nem encostavam nos samaritanos, muito menos, conviviam uns com os outros. Mas aparentemente, o sofrimento de ambos, ou seja, o sofrimento comum deles os fizeram se unir na sua dor, a conviverem e a compartilharem o seu sofrimento.

Deus, nunca faz nada sem um propósito, por isso, devemos ter discernimento certo das coisas, antes de emitir qualquer julgamento. Porém, veja que esse detalhe é muito importante, porque mesmo de longe, Jesus ordena que eles fossem se mostrar aos sacerdotes Lc 17:14.

14 Ao vê-los, disse-lhes Jesus: Ide e mostrai-vos aos sacerdotes. Aconteceu que, indo eles, foram purificados.

Portanto, vimos que isso era uma ordem da lei, para que os leprosos se apresentassem ao sacerdote, para que quando curados pudessem voltar ao convívio social, porém, era preciso que oficialmente se mostrasse ao sacerdote, veja em Lv 13:1-6 mais vai até o versículo 59.

1 Disse o Senhor a Moisés e a Arão: 2 O homem que tiver na sua pele inchação, ou pústula, ou mancha lustrosa, e isto nela se tornar como praga de lepra, será levado a Arão, o sacerdote, ou a um de seus filhos, sacerdotes. 3 O sacerdote lhe examinará a praga na pele; se o pêlo na praga se tornou branco, e a praga parecer mais profunda do que a pele da sua carne, é praga de lepra; o sacerdote o examinará e o declarará imundo. 4 Se a mancha lustrosa na pele for branca e não parecer mais profunda do que a pele, e o pêlo não se tornou branco, então, o sacerdote encerrará por sete dias o que tem a praga. 5 Ao sétimo dia, o sacerdote o examinará; se, na sua opinião, a praga tiver parado e não se estendeu na sua pele, então, o sacerdote o encerrará por outros sete dias. 6 O sacerdote, ao sétimo dia, o examinará outra vez; se a lepra se tornou baça e na pele se não estendeu, então, o sacerdote o declarará limpo; é pústula; o homem lavará as suas vestes e será limpo.  

Porém, aqueles 10 lerosos obedeceram a ordem de Jesus e foram curados no caminho. E note também, que Jesus cumprindo os princípios, não foi contra a lei de Deus, quanto a autoridade dada aos sacerdotes e das avaliações do sacerdote. Porque, Jesus como Deus, poderia ter dito: Estão curados e pronto. Por isso, devemos ter muito cuidado para não ficar leproso com atitudes e ações contra os princípios.

Jesus vê que apenas um dos leprosos voltou, e é sobre esse que falaremos hoje, e que nos ensinará algumas lições preciosas. Porém, esse homem que voltou, certamente passou por muito sofrimento, dor, rejeição etc. Mas, ele acabou experimentando o poder de Deus em sua vida, e com atitudes corretas, que todo aquele que recebe benção deve ter, e isso nos é ensinado hoje, o grandioso exemplo de um coração agradecido.

Vejamos  5 lições que esse ex-leproso pode nos ensinar hoje:

1º  Esse leproso nos ensina que precisamos ter obediência à Palavra de Deus.

Jesus deu uma ordem a ser cumprida, em Lc 17:14.

14 Ao vê-los, disse-lhes Jesus: Ide e mostrai-vos aos sacerdotes. Aconteceu que, indo eles, foram purificados.

Portanto, a obediência é algo que Deus requer de nós! E nós, não podemos negar, que esses leprosos já deveriam ter tentado de tudo na época, para ser curados. Por isso, nós podemos pensar que obedecer a uma ordem, talvez pudesse ser apenas mais uma tentativa que eles fariam (que, com certeza, muitas outras vezes devem ter tentado) e que eles fizeram isso, porem, não era um desejo de obediência por fé.
                                                              
Portanto, precisamos entender e ver o que o texto diz, que a maioria deles, ou seja, 9 (nove), sequer voltaram para agradecer pelo milagre recebido. Mas, que somente um deles, como um exemplo especial, fez toda a difereça. Porque aquele homem mostrou ter um coração que desejava obedecer o Mestre, e assim o fez, e voltou para agradecer.
                                                                                       
Ou seja, esse ato de voltar a Jesus, voltar a Igreja, voltar a célula, voltar aos congressos, a obra, nos mostra claramente quem quer obedecer a palavra e a Jesus.

Quem o faz, recebe muito mais aqui e na eternidade. Você tem obedecido a Deus para consolidar seu milagre?

2º Esse ex-leproso nos ensina a verdadeira conveção do coração.

Note, que nove dos leprosos, tomaram o caminho da ingratidão, depois de conseguir o que queriam. Mas, somente um deles tomou o caminho da verdadeira conversão: Lc 17:15.

15 Um dos dez, vendo que fora curado, voltou, dando glória a Deus em alta voz, 

Você sabia que muitos de nós tínhamos lepra? A lepra da presunção. A lepra do orgulho. A lepra da vaidade. A lepra do sei de tudo. A lepra de não preciso de ninguém. Outra lepra que é terrível; É ter conceitos errados, e não se deixa mudar. A lepra da preguiça e desculpa. A lepra do Eu não preciso estar junto para ter Deus. Ignorando que a bíblia diz assim: Que quem não se junta, se espalha. E muitas outra lepras, que ao se apresentar ao sacerdote e obedecer a Jesus, temos sido curados.

Portanto, o ato de voltarmos a procurar Jesus, nos mostra a conversão genuína, dos que eram leprosos. Porque somente os convertidos de verdade, voltam! E esses são tomados por uma inteligência sobrenatural, de sair de seus próprios caminhos para andar nos caminhos do Senhor. Recebendo assim, pensamentos para andar e pensar aquilo que Jesus deseja. 

Aquele leproso voltou e se pôs nos caminhos do Senhor, nos caminhos que agradaram muito a Jesus!                                   
Você já converteu mesmo os seus caminhos Senhor?

3º O ex-leproso glorificou o nome de Deus.

Portanto, um coração curado e convertido, tem como foco principal da sua vida sempre glorificar o nome do Senhor, veja em Lc 17:15.

15 Um dos dez, vendo que fora curado, voltou, dando glória a Deus em alta voz,

Ou seja, ele não guardou para si aquilo que viu Deus fazer em sua vida. Portanto, ele teve o entendimento imediato de que todos precisam saber da grandeza de Jesus, da grandeza da sua misericórdia, lembrando que ele era um samaritano. Porém, não interessava aquela condição mais para ele.

O que interessava era a forma de como ele podia agradecer a Jesus!!! Porque a palavra diz que ele falava em alta voz, com seu coração agradecido e convertido, glorificando o nome do Senhor diante de todos. versículo 15.

15 Um dos dez, vendo que fora curado, voltou, dando glória a Deus em alta voz,                                                                          
Isso é algo que podemos notar, quando uma pessoas tem realmente um coração convertido e tem vontade de fazer e faz!

Você já glorificou o nome de Jesus hoje? Devemos mostrar sempre a nossa gratidão a Jesus, por nossa curas!

4º O ex-leproso reconheceu o Senhor Jesus.

Muitos recebem grandes bênção do Senhor Jesus em suas vidas, mas poucos honram Ele com suas vidas.

Desde que eu fui salvo por Jesus, e tive o entendimento que estava totalmente leproso, eu sempre glorifiquei a Jesus em meus caminhos em minha vida. E assim, eu tenho visto muitos nessa caminhada de vida cristã que tem glorificado conforme Ele merece. Mas, também tenho visto que muitos outros são como os 9 leprosos. Ou seja, tenho visto que muitos são curados, mas poucos voltam para glorificar a Jesus com sua vida.                                                                        
Dos dez leprosos, apenas um focou seu coração no reconhecimento da grandeza do Senhor Jesus, veja em Lc 17:16.

16 e prostrou-se com o rosto em terra aos pés de Jesus, agradecendo-lhe; e este era samaritano.

Portanto, esse ato na época, de curvar-se com o rosto no chão diante dos pés de alguém, indicava reconhecimento, indicava humildade diante dessa pessoa. Por isso, quando o ex-leproso fez isso, ele reconheceu o poder de Deus em sua vida.

Note em sua vida, se você tem reconhecido a grandeza de Jesus em sua vida! Se você tem realmente honrado a Ele com sua adoração sincera!

Você já se prostrou hoje aos pés de Jesus?

5º O ex-leproso demonstrou um coração grato.

Nove dos ex-leprosos, após conseguirem o que queriam, não apresentaram o seu coração grato a Jesus.

Porém, somente um deles fez aquilo que Deus espera de nós, Lc 17:16.

16 e prostrou-se com o rosto em terra aos pés de Jesus, agradecendo-lhe; e este era samaritano.

A gratidão é um reconhecimento que Deus espera de nós! Um coração grato é um coração que expulsou todo o orgulho de dentro de si e escolheu reconhecer a grandeza de Deus!

Um coração grato é um coração que tem sua ação e cumpre um propósito, que é de agradar aquele que o tem curado!

Por acaso, lembre-se um pouco: Em que situação você foi grato a Deus hoje? Pelo o que Ele fez e faz em sua vida? Por isso, devemos vigiar muito, porque diante de tudo que Jesus viu que aquele homem fez, Jesus declara assim àquele ex-leproso em Lc 17:19.

19 E disse-lhe: Levanta-te e vai; a tua fé te salvou.

Portanto, note que não é somente em um momento que devemos adorar a Jesus. É sempre!!

Veja, que aquele homem ganhou muito mais do que a cura física! Aquele homem foi perdoado, foi salvo e agora estará para sempre na presença de Jesus! Enquanto que os outros leprosos, não se sabe mais! Eles até podem até ter sido curados, mas e a salvação?!!! Veja de novo Lc 17:19.

19 E disse-lhe: Levanta-te e vai; a tua fé te salvou.

Eu quero que você pense um pouco: O que eu e você podemos fazer mais para Deus, como forma de expressar a nossa gratidão? Será que nossas atitudes realmente tem revelado que há em nós um coração grato?
                                               
Será que temos agido com compromisso na obra de Deus, como uma forma de demonstrar coração grato, e que realmente a nossa vida é dEle? Será que temos orado e meditado mais na palavra do Senhor como uma forma de evidenciar essa gratidão?                                                                                       
 
Devemos nos lembrar que Deus é a fonte de todas as coisas boas que recebemos e que existe um princípio espiritual: "Quando há gratidão, há multiplicação e há prosperidade em todas as coisas."

A tua fé no que eu falei pode não só te curar de todas as coisas, mas pode te salvar!
 
Amem!!!
 
 
Alameda Contorno, Nº 1840, Qd. 52, Lt. 13 e 14 - Jardim Santo Antonio - Goiânia - Goiás CEP:74.853-120 Telefone: (62) 3922-3812
Horário de funcionamento da secretaria: segunda a sexta - 8 h às 12 h e 14 h às 17 h.
Net Suprema