TEMA 2019: NOVOS COMEÇOS.

A QUEM EU SIRVO?

23/01/2019
Vejamos sobre a cura de uma enferma, em (versão utilizada RA) Lc 13:10-17.

10 Ora, ensinava Jesus no sábado numa das sinagogas. 11 E veio ali uma mulher possessa de um espírito de enfermidade, havia já dezoito anos; andava ela encurvada, sem de modo algum poder endireitar-se. 12 Vendo-a Jesus, chamou-a e disse-lhe: Mulher, estás livre da tua enfermidade; 13 e, impondo-lhe as mãos, ela imediatamente se endireitou e dava glória a Deus. 14 O chefe da sinagoga, indignado de ver que Jesus curava no sábado, disse à multidão: Seis dias há em que se deve trabalhar; vinde, pois, nesses dias para serdes curados e não no sábado. 15 Disse-lhe, porém, o Senhor: Hipócritas, cada um de vós não desprende da manjedoura, no sábado, o seu boi ou o seu jumento, para levá-lo a beber? 16 Por que motivo não se devia livrar deste cativeiro, em dia de sábado, esta filha de Abraão, a quem Satanás trazia presa há dezoito anos? 17 Tendo ele dito estas palavras, todos os seus adversários se envergonharam. Entretanto, o povo se alegrava por todos os gloriosos feitos que Jesus realizava.

Essa história é bastante conhecida por que retrata uma realidade triste, de uma mulher já doente.

Comece a notar que o texto não disse que essa era a idade daquela mulher, mas a palavra afirma que era o tempo em que ela vivia atormentada por um espírito de enfermidade.
                                                                                        
Portanto, foram esses demônios que a encurvaram, e tiraram a capacidade dela se erguer, de ser quem ela deveria ser, de realizar o que ela deveria realizar. Ou seja, foram esses demônios, que tiraram até mesmo a capacidade dela sonhar com seu futuro. E isso, possivelmente, fez essa mulher ser acometida de muitas coisas ruins, como o de envelhecer precocemente. 

Com certeza, uma pessoa assim, deve pensar desta maneira: - Sonhar para quê? Se não vou poer realizar meu sonho.

A impressão que eu tenho, é que essa mulher deveria ter uma auto estima muito baixa, que ela deveria se ver como uma velha feia, que esperava o dia de sua morte, porque ela só via o chão, como seu destino.

Portanto, nessa situação de ação demoníaca, com certeza a vida desta mulher, parecia ter chegado ao fim, porque tem 2 coisas que machucam muito uma mulher ou um ser humano: - Relacionamento ruins e beleza física com baixa estima.

Pode notar, que muitas pessoas se sentem assim, quando o relacionamento não dá certo, elas se olha no espelho e se sentem uma bruxa, o mundo parece que acabou, não quer sair de casa, não quer ver ninguém ou não quer que ninguém a veja daquele jeito. E quanto mais o tempo passa, parece que as coisas vão se agravando. E esta mulher estava como?  Encurvada há 18 anos, mas ela estava em uma sinagoga.

Portanto, note: Ela tinha muitos motivos para não estar ali, pois, com certeza sentia-se feia, encurvada, quebrada, e sua postura era motivo de chamar a atenção dos chamados “normais”, mas ela estava ali e há 18 anos nada tinha acontecido. Mas, o mais importante, é que essa mulher venceu os paradigmas, ela não desistiu de Deus, ela não desistiu de sua fé.

Veja que ela estava na sinagoga, exatamente no dia em que Jesus também estava, e Jesus não estava fazendo nenhuma campanha de cura ou libertação, a palavra diz que ele ensinava, versículo 10.

10 Ora, ensinava Jesus no sábado numa das sinagogas.

Portanto, note que Jesus era focado no Seu propósito. E aquela mulher estava no mesmo lugar que Jesus, no ambiente da graça. E a Bíblia diz que ela tinha um espírito de enfermidade, ou seja, entenda que não era simplesmente uma enfermidade física. A palavra diz que ela tinha um espírito de enfermidade, ou seja, era algo também espiritual. E o que é importante saber também é que quem está relatando esse fato, era um médico, Apóstolo e Dr. Lucas.

Portanto, Lucas tinha um olho clínico para dar um diagnóstico, ele sabia que era uma doença física, porque o corpo retratava isso, uma doença espiritual. Mas, a verdade é que: durante 18 anos, essa mulher só olhava para o chão. Durante 18 anos, essa mulher não podia ficar olhando no olhos de alguém. Durante 18 anos, com certeza, essa mulher não podia ganhar e nem abraçar direito uma pessoa. Durante 18 anos, essa mulher não era paralítica, porém, ela andava, mas não se realizava, ela não tinha propósito.

Diante de quem você tem se encurvado? Diante de quem você se prostra, e tem denunciado a quem você serve?

Tem gente que tem se prostrado diante de dívidas, de casamentos desfeitos cheios de contendas, de desilusão, de fracasso profissional, sentimentais, familiares, fracassos como desemprego. Mas, a verdade é que aquela mulher, naquele momento, naquela hora, naquele segundo, naquele lugar, ela se prostrou diante de Jesus. Ou seja, ela estava em uma situação de sua vida, em que não conseguia se endireitar, mas também não conseguia se conformar mais com aquilo.

Portanto, mesmo Lucas descrevendo que aquela mulher estava encurvada, com certeza lá no fundo, para não ser vista, e Jesus a viu. E o que acabou acontecendo, é que todos a viram, porque Jesus se referiu a ela. Os olhres de todos que estava ali, devem ter se voltaram para ela. 
                                                                  
Só que Jesus viu o que os outros não viram. Ou seja, Jesus não viu só uma postura encurvada. Jesus viu uma história que estava sendo interrompida. Jesus viu 18 anos de história, porque esse era o tempo em que ela vivia assim.

Portanto, aquela mulher, estava encurvada no meio de muitos que estavam em pé, ali! E Jesus fez questão de fazer referência a ela, não para intimidá-la ou expô-la, mas para mostrar que ali, muitos tinham entrado de pé por fora, mas estavam encurvados por dentro.

Aquela mulher entrou encurvada por fora, para sair de pé, por dentro e por fora, sair de pé, curada espiritualmente e fisicamente. Ou seja, ela entrou de uma maneira, e estava saindo da presença de Jesus, com a cabeça erguida.

Portanto, Jesus sabe que tem muitos que entraram na igreja de pé, mas há anos estão encurvados e cansados de muitas situações, estão sobrecarregados.

Em Mt 11:28, Jesus diz assim:

28 Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.

Veja que em Lc 13:12, Jesus disse assim.

12 Vendo-a Jesus, chamou-a e disse-lhe: Mulher, estás livre da tua enfermidade;

Note que aqui, tem um detalhe importantíssimo. Veja que Jesus não tocou nela, Ele apenas falou e depois a tocou. Mas, por que isso? Porque Jesus está nos ensinando hoje, que a palavra toca onde as mãos não podem tocar.

A Palavra de Jesus, quando há o entendimento, toca por dentro, e, quando ela é processada por dentro, ela é externada para fora, através da cura. Ou seja, só vem a cura para fora, depois que houver a cura por dentro.

No versículo 13, veja que Jesus impos as mãos.

13 e, impondo-lhe as mãos, ela imediatamente se endireitou e dava glória a Deus.

Ou seja, quando Jesus expulsou o espirito de enfermidade, ela continuou encurvada, os demônios saíram de dentro dela. Mas quando Ele coloca as mãos sobre ela, que há 18 anos ninguém a tocava, ninguém abraçava, quando Jesus tocou, aquela mulher logo se endireitou. Ou seja, o diabo gastou 18 anos para encurvá-la, mas Jesus gastou 18 segundos para mudar a história da sua vida daquela mulher.

Quem a endireitou? Ela mesma, por suas atitudes. Porque tem coisa, que você é que precisa fazer. Aquela mulher fez em segundos o que desistiu de fazer em 18 anos, tentar se levantar. Depois que Jesus a tocou, imediatamente se endireitou.

O que aquela mulher teve depois de 18 anos de sofrimento: Uma decisão pessoal e rápida. Era como se Jesus estivesse dizendo assim para aquele problema: CHEGA!

Esta mulher amados, faz a figura da Igreja, que tem andado encurvada pela religiosidade.

Veja que no versículo 14, a palavra diz assim:

14 O chefe da sinagoga, indignado de ver que Jesus curava no sábado, disse à multidão: Seis dias há em que se deve trabalhar; vinde, pois, nesses dias para serdes curados e não no sábado.

Infelizmente, essa tem sido a postura de muitos líderes religiosos, que vivem encurvados a Mamon, a Baal, e querem amordaçar a mulher, querem amordaçar a NOIVA, querem amordaçar a Igreja de Jesus, com falsos argumentos:  - Hoje não posso, tenho visita, etc. Vou deixar você mesmo pensar.... Mas veja, como Jesus lhe disse nos versículos 15 e 16.

15 Disse-lhe, porém, o Senhor: Hipócritas, cada um de vós não “desprende” da manjedoura, no sábado, o seu boi ou o seu jumento, para levá-lo a beber? 16 Por que motivo não se devia livrar deste cativeiro, em dia de sábado, esta filha de Abraão, a quem Satanás trazia presa há dezoito anos?

Como eu disse antes, muitos líderes então encurvados a muitos anos, presos na religiosidade, de pé por fora, mas encurvados por dentro, onde uma estrutura tem mais valor do que pessoas. E pior, muitos líderes sem uma ação, ainda estão a espera de novos começos.

Veja, que Jesus viu a mulher, e disse: Esta é uma filha de Abraão. Ou seja, Jesus estava dizendo: Eu tenho aliança com Abraão. 

Jesus está vendo o jugo sobre a Sua Igreja e por isso, Jesus nessa demonstração, veio tocar nela.. E disse: Hipócritas, pela manhã soltas o jumento ou o boi para beber água. Ou seja; os seus ganhos continuam.

Agora, ninguém olha esta mulher, ninguém tem olhado a Igreja do Senhor, a luta que ela está tendo para dar de beber água, para saciar a sede de pessoas que estão como aquela mulher, possessas de um espírito de enfermidade. 

Como você tem andado? Cabeça erguida, olhando o horizonte ou tem andado de cabeça baixa? Por acaso, você tem alguma enfermidade?

Veja que o religioso fica bravo com o confronto; O chefe da sinagoga ficou furioso, por que ali, ele mandava. E pior, ele não admitia que nenhum intruso quebrasse as regras da sua casa, por exemplo: A Lei do Sábado.

Amados, aquela mulher, era uma mulher presa por satanas.

Andar encurvado é olhar para as coisas terrenas, os desejos terrenos as vezes tomam os lugares de maior “importância” nas nossas vidas, e, fazemos, isso se esquecemos do essencial.

Portanto, não adianta ter o que é importante, se o essencial está longe!

Não adianta ter carro e casa de luxo se Cristo está longe!

Não adianta ter cargo de destaque em uma empresa se Cristo está longe!

Quando colocamos o essencial nas nossas vidas, as coisas importantes vêm automaticamente, como nos garante Jesus em Mt 6:33-34.

33 buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. 34 Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal.

Para encerrar, veja o versículo 17.

17 Tendo ele dito estas palavras, todos os seus adversários se envergonharam. Entretanto, o povo se alegrava por todos os gloriosos feitos que Jesus realizava.

Portanto, veja que nos final da história, podemos ver duas classes de pessoas: os envergonhados e os que se alegravam com a vitória daquela mulher.

Talvez você em alguma área da sua vida esteja encurvado. Talvez você não consiga andar corretamente. Veja, aquela mulher não levantava a cabeça, só olhava para o chão. Ela por 18 anos, andava escondida, cheia de complexos. Mas quando Jesus chegou na sua vida, dentro da Igreja, a vida daquela mulher foi mudada.

Deixe Jesus chegar até você agora, com o seu Seu grande Poder.

Pode ter a certeza de que quando Jesus chega, o inimigos tem que recuar e sair.

Portanto, hoje é o seu dia, se cure por dentro e por fora.

Este é o seu momento!  Levante-se, erga a cabeça e tome posse do milagre! 

Novos começos, indica: cuidar do chamado e do propósito.

“Creio pelo poder da palavra liberada, que você está curado. Vá em paz!”

Amém.
Alameda Contorno, Nº 1840, Qd. 52, Lt. 13 e 14 - Jardim Santo Antonio - Goiânia - Goiás CEP:74.853-120 Telefone: (62) 3922-3812
Horário de funcionamento da secretaria: segunda a sexta - 8 h às 12 h e 14 h às 17 h.
Net Suprema