TEMA 2019: NOVOS COMEÇOS.

REABRINDO AS FONTES DO PASSADO

16/01/2019
Isaque teve um problema vital no Vale de Gerar. Que problema era? Não havia água.
                                                                                                  
(versão utilizada RA) Gn 26:18.

18 E tornou Isaque a abrir os poços que se cavaram nos dias de Abraão, seu pai (porque os filisteus os haviam entulhado depois da morte de Abraão), e lhes deu os mesmos nomes que já seu pai lhes havia posto.
                                                                                
Nós sabemos que sem água não há vida.

Você pode ter o melhor solo, a melhor semente e os melhores fertilizantes, mas sem água a semente morrerá na terra. Portanto, sem água, a morte prevalece. E o problema de Isaque, era um problema que não podia ser adiado. Não era algo que poderia ser secundário. Não era um problema que estava longe dele. O problema de Isaque requeria uma solução urgente, imediata. E da mesma forma é a nossa necessidade de buscar mais e mais, o mundo espiritual, as coisas do alto, para as demais coisas serem acrescentadas em nossa vida, para virem Novos Começos.
                                                                                    
Porque para nós hoje, que somos chamados por Deus, esse assunto não pode ser diado. Por que? Porque a água é um dos símbolo do Espírito Santo. E sem o Espírito de Deus, você pode ter nome de crente, aparência de crente, atitude de crente, andar como crente, mas sem o Espirito Santo, você está morto.

Essa fonte é tão importante, que a palavra diz que se você não nascer da água e do Espírito, você não pode entrar no Reino de Deus. Jo 3:5.

5 Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus.
                                                        
Portanto, sem Espírito Santo, a sua vida torna-se árida como um cactos espinhento no deserto, e a sua vida ira murchar e secar. Por isso, a nossa maior necessidade deve ser a presença do Espírito de Deus.

Hoje, Deus nos tem dado uma grande Igreja, um templos maravilhoso, pessoas maravilhosas, lideres tremendos que são vocês. Mas, temos recebido muitas pessoas que estão fracas, áridas e doentes porque está faltando o essencial, a presença e o poder do Espírito de Deus.
                                       
Como vimos, para se ter vida na terra, á água é insubstituível. A água em todo ser vivente é vital. Assim como o Espírito de Deus em nossa vida. Sem Ele, não somos nada. Sem Ele, a Igreja não tem uma vida espiritual.Sem Ele, a Igreja não respira o oxigênio do céu.

Isaque começou aprendendo com a experiência dos mais velhos.  Em sua crise, Isaque não chamou os especialistas para cavar poços, mas ele aproveitou a experiência do seu pai Abraão.
                                                                                            
Há muito tempo atrás, Abraão já havia cavado poços e encontrado água, mas seus inimigo enterraram.

Portanto, nós precisamos reabrir essas fontes, que já nos abasteceram, heranças que foram perdidas, entulhadas, coisas que você até já desistiu. Precisamos redescobrir as fontes de vida que nossos pais beberam (eram inteligentes, estudados, trabalhavam, tinha um excelente cárteres, era amoroso etc.) e que foram entulhadas pelo tempo, pela corrupção dos tempos em nossa vida. Porquee existem muitos filisteus modernos, que têm jogado muito entulho nas fontes que poderiam estar abastecendo nossa vida. Por isso, precisamos cavar esses poços outra vez, porque lá existe água boa, e não podem ser perdidas. Lá existem mananciais. (mas você precisa olhar com os olhos de Deus e obedecê-lo).

Precisamos voltar às práticas das primeiras obras. Eu quero é Deus.

Precisamos voltar ao nosso primeiro amor, reunir a família em torno da Palavra, voltar a orar juntos, a fazer os cultos domésticos, reativar essas fontes.                            

Precisamos desentulhar e voltar a orar por um avivamento, reaprender a jejuar.

Precisamos ensinar as vidas a depender e obedecer a Deus, por exemplo: Temos um tremendo modelo, dado por Deus, usado por Jesus. Mas, se não desentulharmos o primeiro poço, podemos morrer de sede.
                                                                      
Mas, se entendermos essa palavra, e deixarmos Deus nos desentulhar, nós podemos fazer tudo diferente, com o vigor do Espírito Santo. Por exemplo: Nesse modelo que Deus nos deixou e Jesus usou, dos 12, depois do Pré-Enconcontro, Encontro e Pós-Encontro, temos a escola de líderes, se nós tivermos desentulhados, iremos fluir a água viva, orientando as vidas, com amor, com quebrantamento de conceitos, devemos ensina-los a romper com o pecado e buscar uma vida de santidade. Isto é, você fluir água de um poço, que um dia o inimigo tinha entulhado.
                                                     
Nós, crentes, precisamos apegar-nos com mais fervor às verdades eternas da Palavra de Deus.

Nós não estamos precisando de novidades. O poço de água já existe, mas ele deve estar entulhado. Por isso muitos estão sedentos de alguma outra forma, forma essa que já existe, mas que só funciona com a intimidade com o Espirito Santo.                                                                                         
                                                                                                           
Nós precisamos somente do Evangelho, da palavra de Deus, fonte inesgotável.

Certa vez, Jesus deu uma instrução em Jo 7:37-39.

37 No último dia, o grande dia da festa, levantou-se Jesus e exclamou: Se alguém tem sede, venha a mim e beba. 38 Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva. 39 Isto ele disse com respeito ao Espírito que haviam de receber os que nele cressem; pois o Espírito até aquele momento não fora dado, porque Jesus não havia sido ainda glorificado.

Portanto, note que nos dias de hoje, existe uma ânsia de buscar por algo novo, porque, muitas pessoas jogaram fora toda a herança que receberam de seus pais físicos e espirituais.

Certa vez, Paulo deus uma orientação como Pai aos seus discípulos dessa maneira, em (versão utilizada NLTH) I Co 4:14-16.

14 Não estou escrevendo essas coisas para envergonhar vocês, mas para ensiná-los como se vocês fossem meus
próprios filhos queridos. 15 Mesmo que vocês tivessem milhares de mestres na fé cristã, não poderiam ter mais de um pai. Pois, quando levei a vocês o evangelho, eu me tornei o pai de vocês na vida que vivem em união com Cristo Jesus. 16 Portanto, eu peço que sigam o meu exemplo.  

Portanto, como Pai espiritual, porque e eu que estou levando o evangelho, note, que muitas abandonaram as primeiras instruções e embrenharam-se por caminhos desconhecidos. E a honra ao pai, é tão serio, que está no Antigo e Novo testamento.

Portanto, nós não podemos buscar um avivamento sem a doutrina de Jesus, sem o revestimento do verdadeiro poder, sem as verdades reveladas de Deus. Por isso, que nos dias de hoje temos visto: muito movimento, mas pouco resultado. Muito choro, mas pouco quebrantamento. Muito trovão, mas pouca chuva. Muitas folhas, mas pouco fruto.
Muita aparência, mas pouca realidade e fidelidade.

Na verdade, a unção está se tornando uma inanição. A comunhão está virando oposição, um desacordo, uma desarmonia. E a adoração está virando encenação.

Até aqui, será que podemos identificar se estamos ou não com poços entulhados?

Deus te chamou para te desentulhar esses poços, para você fluir as águas novamente.

Lembre-se, que o primeiro poço de Isaque estava entulhado e ele teve que desentulhar:

1º Poço de Gerar – ENTULHADO.
2º Poço de Ezeque – CONTENDA. 
3º Poço de Sitna – INIMIZADE.
4º Poço de Reobote – PROSPERIDADE.
5º Poço de Berseba – PROMESSA. 

Se Isaque não tivesse vencido o primeiro desafio, de desentulhar aquele poço, ele não teria forças e nem desejo para continuar cavando, talvez teria desistido ou até morrido de sede. Mas, Isaque não se contentou em apenas desentulhar os poços que já eram de seu pai, que significam as experiências do passado, Isaque queria mais..., e Deus foi abençoando.

Gn 26:19-22 e 32.

19 Cavaram os servos de Isaque no vale e acharam um poço de água nascente. 20 Mas os pastores de Gerar contenderam com os pastores de Isaque, dizendo: Esta água é nossa. Por isso, chamou o poço de Eseque, porque contenderam com ele. 21 Então, cavaram outro poço e também por causa desse contenderam. Por isso, recebeu o nome de Sitna. 22 Partindo dali, cavou ainda outro poço; e, como por esse não contenderam, chamou-lhe Reobote e disse: Porque agora nos deu lugar o Senhor, e prosperaremos na terra.

Depois que Isaque se desfez de todos os resquícios, de mentiras, depois que ele se desentulhou totalmente, e levantou um altar de adoração, naquele mesmo dia, eles acharam o poço de Berseba, que tenha uma vazão 7 vezes maior que os outros, versículo 32.

32 Nesse mesmo dia, vieram os servos de Isaque e, dando-lhe notícia do poço que tinham cavado, lhe disseram: Achamos água.

Portanto, dá para notar que Isaque era um homem sedento. Isaque queria sempre mais. Mas, observe que ele saiu da terra dos filisteus, foi para o vale de Gerar, depois para Reobote, depois para Berseba. Ou seja, por onde ele ia, ele cavava poços. Ele não desanimava diante das dificuldades. 

Isaque queria água no deserto.  Mas, foi preciso primeiro, desentulhar o primeiro poço e deixar fluir água.

O que você tem feito em seus poços nos desertos? Veja, Berseba, antes era um deserto. Hoje é uma cidade, porque Isaque encontrou água ali.                                                                                      

Isaque não apenas desentupiu os poços antigos, como ele cavou poços novos.

Portanto, o que Deus quer que você aprenda é que não devemos desprezar o que aprendemos no passado.
                                                  
Isaque não desprezou o passado, mas também não ficou preso a ele.

Isaque não jogou fora a herança deixada por seu pai, mas não se limitou a ela.

Isaque sabia que podia alargar os horizontes da sua vida.

Isaque não se acomodou, ele continuou cavando poços.

Só assim, podemos ir além. Veja, que Isaque sempre quis mais, até chegar onde chegou, nos lugares espaçosos.

Podemos aprender com Isaque, que ele transformou o seu deserto em fonte de águas. 

Precisamos ousar mais do que os nossos pais ousaram, e transformar nossas dificuldades espirituais em bênçãos.

Precisamos avançar mais do que os nossos pais avançaram. 

Os recursos de Deus são inesgotáveis. Nós não podemos deixar que as experiências do passado sejam o limite máximo das nossas buscas hoje. Porque temos a tendência em dizer assim: Ah, mas no passado era melhor, no passado....

Nós não podemos jogar o passado fora, mas também não podemos idolatrá-lo e nem deixá-lo nos prender.         

Precisamos cavar!

Amados, nós devemos viver no presente com os olhos no futuro!
                                                                                               
O exemplo de Isaque deve ser uma inspiração para nós. Não podemos desprezar o rico legado que recebemos de nossos pais na fé. Eles cavaram poços antes de nós e encontraram água limpa. Esses poços foram muitas vezes soterrados com o entulho dos filisteus. Precisamos desentupir esses poços. Precisamos reabrir as antigas fontes, porque delas pode jorrar água puras de intimidade e em abundância.

Nossos pais experimentaram o tremendo milagre de ver o deserto seco transformar-se em mananciais. Eles cavaram poços e beberam de suas águas. Oraram e receberam avivamento. Buscaram o Senhor e encontraram mananciais de águas vivas. Eles viram Deus transformar o deserto árido em pomares frutuosos.

A nossa geração precisa ter a ousadia de Isaque.  Precisamos buscar não apenas as maravilhas que os nossos pais experimentaram, mas ir além. Não há limitação no nosso Deus. Ele pode fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós. Ef 3:20.

Portanto, nós podemos sim, sacudir o jugo da sequidão espiritual. Os mananciais de Deus são inesgotáveis. As fontes de Deus, jamais deixam de jorrar. O azeite de Deus jamais deixa de escorrer enquanto há vasilhas vazias disponíveis, você sabe disso.

É tempo de buscar as riquezas insondáveis do Evangelho de Cristo. É tempo de ver também o nosso deserto florescer!

Muitas vezes recebemos de nossos pais algo bom ou herdamos sonhos de conquistas, como por exemplo: Ter um filho que tenha o desejo de ser médico, engenheiro, etc. Ou uma filha que aprendeu muito com sua mãe e tem o desejo de ser uma advogada. Talvez, coisa que sua mãe não teve condições, mas no decorrer dos dias, poços prontos, já cavados, aparecem os filisteus, os invejosos, e entulham os poços, e isso causou grande frustração.

Precisamos continuar cavando, e instruir a continuar a cavar.

Tenha a certeza, que sempre haverá pessoas, filisteus, demonios, que desejam roubar as suas conquistas.

Deus tem mananciais de água para sua vida.   

Veja que interessante essa atitude de Isaque, que ao receber a benção de Abraão, ele também recebe algo maravilhoso que eu chamo de “Discernimento”, que para mim é uma raiz da sabedoria.

Em nossas vidas as lutas, as tempestades, as frustrações e as decepções são muitas. E eu creio, que tudo isso acontece, para que possamos chegar ao fim da vida mais maduros e sábios, e assim passamos ensinar aos nossos filhos, algo de valor inestimável, a experiência verdadeira.

Portanto, levante a cabeça e reaja aos novos começos, como Isaque reagiu, com indiferença aos diferentes.

Busque a força do alto para cavar seus poços, pois só assim, vc chegará no momento, em que os fracos, invejosos, mesquinhos, medíocres, irão desistir de você.    

Isaque mostrou ao povo que realmente vale a pena confiar nas promessas de Deus, e crer no que diz nossos pais.

Você é um poço cavado, e esta sendo cavado mais e mais, para fluir águas e saciar a sede de quem vem a você. Mas, é preciso ter um conserto.

Gn 26:25 diz.

25 Então, levantou ali um altar e, tendo invocado o nome do Senhor, armou a sua tenda; e os servos de Isaque abriram ali um poço.

Veja que Isaque nos mostra pontos impotantes:

1º Ergueu um altar: Significa - Lugar para oração.
2º Invocou o nome do SENHOR. Significa -  Buscou uma vida de Oração.
3º Armou a sua tenda. Significa - Cuidado da sua família.
4º Os servos de Isaque abriram ali um poço. Significa - Continuaram cavando poços.
5º Se reconciliou com Abimeleque. Significa - Busque e libere o Perdão.                                 

Você já se perguntou o por que de Deus somente aparecer depois e não antes ou durante os momentos de afronta que Isaque estava passando? Por que o Senhor só veio quando tudo parecia tranqüilo? Por que Deus nunca aparece nos momentos em que atravessamos as nossas adversidades? Porque Ele fica na espera, confiando que nossa coragem e perseverança nos levará a um lugar de destaque, e isso se chama fé.

A fé, que mesmo em momentos de dificuldades, nos faz crer que Ele está conosco.

Deus está contigo nesse momento, creia e reabra esse poço que foi entulhado pelo seu inimigo.

Amem.
Alameda Contorno, Nº 1840, Qd. 52, Lt. 13 e 14 - Jardim Santo Antonio - Goiânia - Goiás CEP:74.853-120 Telefone: (62) 3922-3812
Horário de funcionamento da secretaria: segunda a sexta - 8 h às 12 h e 14 h às 17 h.
Net Suprema