TEMA 2019: NOVOS COMEÇOS.

VOCÊ TEM SE SEPARADO DO AMOR DE CRISTO?

07/12/2018
Essa é uma palavra de advertência.

Hoje, veremos sobre a grandeza da obra redentora de Cristo.

Nós sabemos que por causa dos nossos pecados, nós estávamos condenados à morte eterna, mas Cristo nos libertou do controle do pecado, dando-se como sacrifício pelos nossos pecados. (versão utilizada RA)
Rm 6:23.
23 porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Que morte? Pode ser em qualquer área da nossa vida e até física. Mas, Paulo faz uma pergunta em Rm 8:35-39.
35 Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? 36 Como está escrito: Por amor de ti, somos entregues à morte o dia todo, fomos considerados como ovelhas para o matadouro. 37 Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. 38 Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, 39 nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Portanto, nós temos visto pessoas que um dia se entregaram a Cristo, buscaram a Cristo, mas, tempos depois, eles abandonaram a fé, perderam totalmente o primeiro amor, tudo porque foram sucumbidas diante das propostas deste mundo. Pessoas que preferem ouvir mais as pessoas do que a Deus.

Tem pessoas, que trocam Jesus e a sua obra, facilmente, por outras coisas.
                                           
Pergunta: Será, que Jesus te chamaria, mudaria o que Ele já mudou em sua vida, para nada? Que tipo de testemunho você tem dado? Será que as facinações do mundo estão em primeiro lugar em sua vida?                                                                    
Portanto se analise hoje, porque Deus quer falar é com você!

Note, que uma profecia que Jesus disse, está se cumprindo ainda nos dias de hoje: Que o amor de muitos tem esfriado. Mt 24:12.
12 E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos.                                               

O que isso significa? Que a iniquidade e o desrespeito e negação das leis e mandamentos sagrados de Deus estão acontecendo.

Note que a iniquidade é mencionada diversas vezes no Velho e Novo Testamento da Bíblia Sagrada.                           

A iniquidade é considerada um pecado, mas, de uma forma agravante. Segundo a Bíblia, o iníquo é o indivíduo que já está acostumado a pecar, ele não se importa mais com as consequências e nem em cumprir os princípios bíblicos.
                                                           
Eu quero que você reflita nessa pergunta: Por acaso, essa profecia “De que o amor se esfriará” tem se cumprido em sua vida, ou você tem dado lugar na sua mente a coisas ruins, ou no que os outros falam de você? Segunda pergunta: Se o amor de Deus é tão maravilhoso, o que então, tem conseguido, te separar desse amor? Por exemplo: aquele amor que você tinha, aquela vontade, aquele temor de vir aos cultos. Aquele amor, onde você gostava de participar e fazer uma célula. Aquele amor que você tinha, de ajudar nos encontros, Reencontro, qualquer evento na Igreja. Aquele amor de ler, orar e levar a palavra!!! Aquele amor, que mesmo em dificuldades familiares, honrava pai e mãe.

O que tem conseguido te separar desse amor?

Por isso, hoje, nós veremos 4 pontos que o texto nos diz, e se você estiver flechado em sua emoções, que você venha a sair dessa célula restaurado pela boa mão do Senhor, que te ama e quer que você volte ao primeiro amor, mas que existem coisas, que você precisa detectar em sua vida, que tem conseguido te separar do amor de Deus.

1º Será: tribulações, angustia ou a Perseguições.
2º Ou a fome e Nudez.
3º Ou o Presente.
4º Ou o futuro.

1º Portanto, a primeira indagação de Paulo nos adverte hoje a pensar, que será tribulações, angustia ou a perseguições, e o versículo 35, diz isso.
35 Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada?

Portanto, note que a primeira arma que Satanás utiliza para separar alguém do amor de Deus é a perseguição.

Existem pessoas que desanimam quando passam pelas primeiras dificuldades e de imediato voltam a olhar para trás.  Trata-se do terreno pedregoso referido na parábola do semeador, Mt 13:6 e os versículos 20-21.

6 Saindo, porém, o sol, a queimou; e, porque não tinha raiz, secou-se.

20 O que foi semeado em solo rochoso, esse é o que ouve a palavra e a recebe logo, com alegria; 21 mas não tem raiz em si mesmo, sendo, antes, de pouca duração; em lhe chegando a angústia ou a perseguição por “causa da palavra”, logo se escandaliza.

Mas, a Bíblia fala sobre isso, a palavra nos orienta de que as tribulações devem ser motivo de grande alegria, e não de desistência, mas, por não termos o habito de ler, esquecemos do que diz em Tg 1:2-4.
2 Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, 3 sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. 4 Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes.

Portanto, a palavra nos diz que a nossa perseverança deve ter uma ação completa e em nada deficiente.

Que Deus te capacite nas suas tribulações, nas suas angustias e perseguições e te dê vitória!

Portanto, tenha muito cuidado para manter sua conquista ou o que você já conquistou em Cristo.

2º Indagação que a palavra diz, será a fome e nudez, o versículo 35 fala:
35 Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome ou nudez, ou perigo, ou espada?

Existem problemas financeiros que têm separado pessoas do amor de Deus.

Incrível, dinheiro demais, afasta do amor de Deus porque a pessoa diz não ter tempo. Dinheiro de menos, afasta de Deus, porque a pessoa acusa Deus de estar sendo ruim com ele etc.
                                                                            
Na verdade, são homens e mulheres, que só desejaram apenas as bênçãos, e não o Deus que abençoa. E o que eu estou falando aqui não é uma situação nova, porque enquanto Jesus estava na terra, muitas pessoas o deixaram, por exemplo: quando ouviram uma palavra de confronto, que está em  Jo 6:41-71, veja o que aconteceu.
41 Murmuravam, pois, dele os judeus, porque dissera: Eu sou o pão que desceu do céu. 42 E diziam: Não é este Jesus, o filho de José? Acaso, não lhe conhecemos o pai e a mãe? Como, pois, agora diz: Desci do céu? 43 Respondeu-lhes Jesus: Não murmureis entre vós. 44 Ninguém pode vir a mim se o Pai, que me enviou, não o trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia. 45 Está escrito nos profetas: E serão todos ensinados por Deus. Portanto, todo aquele que da parte do Pai tem ouvido e aprendido, esse vem a mim. 46 Não que alguém tenha visto o Pai, salvo aquele que vem de Deus; este o tem visto. 47 Em verdade, em verdade vos digo: quem crê em mim tem a vida eterna. 48 Eu sou o pão da vida. 49 Vossos pais comeram o maná no deserto e morreram. 50 Este é o pão que desce do céu, para que todo o que dele comer não pereça. 51 Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém dele comer, viverá eternamente; e o pão que eu darei pela vida do mundo é a minha carne. 52 Disputavam, pois, os judeus entre si, dizendo: Como pode este dar-nos a comer a sua própria carne? 53 Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tendes vida em vós mesmos. 54 Quem comer a minha carne e beber o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. 55 Pois a minha carne é verdadeira comida, e o meu sangue é verdadeira bebida. 56 Quem comer a minha carne e beber o meu sangue permanece em mim, e eu, nele. 57 Assim como o Pai, que vive, me enviou, e igualmente eu vivo pelo Pai, também quem de mim se alimenta por mim viverá. 58 Este é o pão que desceu do céu, em nada semelhante àquele que os vossos pais comeram e, contudo, morreram; quem comer este pão viverá eternamente. 59 Estas coisas disse Jesus, quando ensinava na sinagoga de Cafarnaum. Os discípulos escandalizados 60 Muitos dos seus discípulos, tendo ouvido tais palavras, disseram: Duro é este discurso; quem o pode ouvir? 61 Mas Jesus, sabendo por si mesmo que eles murmuravam a respeito de suas palavras, interpelou-os: Isto vos escandaliza? 62 Que será, pois, se virdes o Filho do Homem subir para o lugar onde primeiro estava? 63 O espírito é o que vivifica; a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos tenho dito são espírito e são vida. 64 Contudo, há descrentes entre vós. Pois Jesus sabia, desde o princípio, quais eram os que não criam e quem o havia de trair. 65 E prosseguiu: Por causa disto, é que vos tenho dito: ninguém poderá vir a mim, se, pelo Pai, não lhe for concedido. Muitos discípulos se retiram66 À vista disso, muitos dos seus discípulos o abandonaram e já não andavam com ele. 67 Então, perguntou Jesus aos doze: Porventura, quereis também vós outros retirar-vos? 68 Respondeu-lhe Simão Pedro: Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras da vida eterna; 69 e nós temos crido e conhecido que tu és o Santo de Deus. 70 Replicou-lhes Jesus: Não vos escolhi eu em número de doze? Contudo, um de vós é diabo. 71 Referia-se ele a Judas, filho de Simão Iscariotes; porque era quem estava para traí-lo, sendo um dos doze.

Essa não é uma situação nova, pois, enquanto Jesus estava na terra, muitos o deixaram quando ouviram uma palavra de confronto. Portanto, a falta de dinheiro não deve nos distanciar de Jesus. Pelo contrário, devemos dizer como Paulo: “entristecidos, mas sempre alegres; pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo”.

Veremos isso na abnegação de Paulo, em II Co 6:4-10.
4 Pelo contrário, em tudo recomendando-nos a nós mesmos como ministros de Deus: na muita paciência, nas aflições, nas privações, nas angústias, 5 nos açoites, nas prisões, nos tumultos, nos trabalhos, nas vigílias, nos jejuns, 6 na pureza, no saber, na longanimidade, na bondade, no Espírito Santo, no amor não fingido, 7 na palavra da verdade, no poder de Deus, pelas armas da justiça, quer ofensivas, quer defensivas; 8 por honra e por desonra, por infâmia e por boa fama, como enganadores e sendo verdadeiros; 9 como desconhecidos e, entretanto, bem conhecidos; como se estivéssemos morrendo e, contudo, eis que vivemos; como castigados, porém não mortos; 10 entristecidos, mas sempre alegres; pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo.

3º A terceira coisa, Paulo diz que nem o Presente, ou seja, o que você está passando pode te separar, veja o versículo 38.
38 Pois eu tenho a certeza de que nada pode nos separar do amor de Deus: nem a morte, nem a vida; nem os anjos, nem outras autoridades ou poderes celestiais; nem o presente, nem o futuro;                                               

Portanto, veja que essa arma utilizada pelo inimigo para nos distanciar de Cristo: a contaminação.

Ele tenta nos iludir com as coisas do presente. Quando a Palavra fala do presente, refere-se às coisas deste mundo. E o que há no mundo? A concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida. E a palavra nos diz em I Jo 2:16.
16 porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não procede do Pai, mas procede do mundo. 
 
Portanto, os prazeres e riquezas desta vida têm ofuscado o brilho do amor de Deus e iludido muita gente. Ou seja, semente na vida dessas pessoas, trata-se da semente que caiu entre os espinhos, e é mencionada na parábola do semeador, em Mt 13:7 e 22.
7 Outra caiu entre os espinhos, e os espinhos cresceram e a sufocaram.
                                                                                                                               
22 O que foi semeado entre os espinhos é o que ouve a palavra, porém os cuidados do mundo e a fascinação das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera.

Portanto, precisamos aprender a viver contentes em qualquer situação, tanto na fartura quanto na escassez, tendo a certeza de que "tudo posso naquele que me fortalece". Fp 4;11-13.
11 Digo isto, não por causa da pobreza, porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação. 12 Tanto sei estar humilhado como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de fome; assim de abundância como de escassez; 13 tudo posso naquele que me fortalece.

Portanto, cuidado com as coisas e pessoas que tem te prendido nesse mundo. Domine-as e não seja dominado!

4º O futuro – versículo 38.
38 Pois eu tenho a certeza de que nada pode nos separar do amor de Deus: nem a morte, nem a vida; nem os anjos, nem outras autoridades ou poderes celestiais; nem o presente, nem o futuro(ou o porvir);                                                                
Infelizmente, a vontade de construir um futuro de sucesso tem separado muita gente do amor de Deus.

Vemos pessoas trabalhando e estudando dia e noite, largando a igreja, as células, os discípulos, e não raro, os que até largam a própria família em nome de um futuro de êxito.

É certo que devemos ser diligentes no estudo e no trabalho, mas a nossa prosperidade, depende de Deus, Sl 127:2 diz:
2 Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão que penosamente granjeastes; aos seus amados ele o dá enquanto dormem.

Portanto, não se inquiete com o dia de amanhã e não permita que o futuro o afaste do amor de Deus. Basta a cada dia o seu mal.

Diante disso, eu te pergunto: o que tem te separado do amor de Deus?

O que te fez perder a alegria da salvação e mergulhar num profundo desânimo? Porque o desânimo traz morte. Você é um líder chamado por Deus! Mesmo que as tribulações, as dificuldades financeiras, o presente, o futuro ou qualquer outra coisa o tenham afastado você do amor de Deus, existe um caminho de volta: Arrependimento e confissão de pecados.

O amor de Deus é abundante sobre você e a cruz de Cristo Jesus é a maior prova disso!

Portanto, olhe para a cruz e volte para os braços daquele que tanto nos amou e leve sua palavra com autoridade de quem é digno de O representar.

Amem.
 
Alameda Contorno, Nº 1840, Qd. 52, Lt. 13 e 14 - Jardim Santo Antonio - Goiânia - Goiás CEP:74.853-120 Telefone: (62) 3922-3812
Horário de funcionamento da secretaria: segunda a sexta - 8 h às 12 h e 14 h às 17 h.
Net Suprema